O cavalo e o porco – DDS auto – ajuda.

Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça na sua coleção. Certo dia ele descobriu que o seu vizinho possuía esse determinado cavalo e o atazanou até conseguir comprá-lo. Um mês depois o cavalo adoeceu e o veterinário foi chamado:

"Bem, seu cavalo esta com uma virose e é preciso tomar esse medicamento por três dias. No terceiro dia eu retornarei e caso ele não esteja melhor será necessário sacrificá-lo." Nesse momento o porco escutava toda a conversa.

No dia seguinte deram o medicamento e foram embora. O porco aproximou-se do cavalo e disse: - Força amigo! Levanta daí senão você será sacrificado!

No segundo dia, deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou do cavalo e disse:

- Vamos lá amigão, levanta senão você vai morrer!

- Vamos lá que eu te ajudo a levantar... Upa!

No terceiro dia deram o medicamento e o veterinário disse: Infelizmente vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode contaminar os outros cavalos.

Quando foram embora o porco se aproximou do cavalo e disse:

- Cara, é agora ou nunca, levanta logo!

- Coragem! Upa! Upa!

- Isso, devagar! Ótimo, vamos um, dois, três, legal, legal, agora mais depressa vai...

- Fantástico!

- Corre, corre mais! Upa! Upa! Upa! Você venceu campeão!

Então, de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou: - Milagre! O cavalo melhorou isso merece uma festa... Vamos matar o porco! Isso acontece com freqüência no ambiente de trabalho.

Nem sempre alguém percebe quem é o funcionário que tem o mérito pelo sucesso.

Saber viver sem ser reconhecido é uma arte, afinal quantas vezes fazemos o papel do porco amigo ou quantos já nos levantaram e nem o sabor da gratidão puderam dispor?

Se algum dia alguém lhe disser que o seu trabalho não é o de um profissional, lembre-se:

Amadores construíram a arca de Noé e profissionais, o Titanic.

Procure ser uma pessoa de valor, em vez de ser uma pessoa de sucesso!


Autor desconhecido.

Comentários

Postar um comentário

As informações disponibilizadas nesse Blog são de caráter genérico e sua utilização é de responsabilidade exclusiva de cada leitor.

Postagens mais visitadas

O USO DO LEITE COMO DESINTOXICANTE NAS INDÚSTRIAS – DDS.

Fábula da xícara cheia – DDS de reflexão.

QUANTO CUSTA UM ACIDENTE? – DDS