IMPROVISAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS – DDS.



As improvisações de instalações elétricas sempre geram riscos potenciais de acidentes, neste sentido devemos observar sempre as condições dos equipamentos que serão utilizados.

Segundo pesquisas, 23% dos casos de incêndios se originam de improvisações, sobrecarga e falha de projeto), como prevenção a estes riscos, vejamos algumas dicas:

Não repare, não conserte, não improvise, ao manipular ou utilizar condutores elétricos, chame o eletricista de manutenção, ele é o profissional habilitado para corrigir o defeito.

Inspecione a ferramenta elétrica, manual ou fixa, bem como o cabo de alimentação da mesma antes de usar, se houver qualquer irregularidade, bloqueie, coloque etiquetas, não use, chame o eletricista.

Cabos de maquinas de solda, não poderão ter falhas na capa de isolamento da fiação, se entrar em contato com partes metálicas, provoca curto circuito, e também pode causar choque elétrico, não repare com fita crepe ou outro meio que seja improvisado, chame o eletricista para fazer o reparo no cabo, fiações com partes condutoras expostas, podem causar incêndio ou explosão. Não corram estes riscos, vocês estarão muito perto do perigo.

Em ambientes confinados: interior de torres, vasos, tanques, equipamentos, etc., a iluminação deverá ser a prova de explosão e com corrente (tensão) de no máximo 24 Volts.

Todos os equipamentos elétricos, containeres, devem estar aterrados (possuir ligação de condutor  ligando a carcaça a malha de terra da obra ou planta), inclusive painéis metálicos e chaves de distribuição de circuitos elétricos.

Ao deitar cabos elétricos sobre passagem de maquinas e equipamentos, proteja os cabos contra prensagem / esmagamentos,  tração mecânica.

Afaste equipamentos, painéis e cabos elétricos de locais úmidos, ou submersos em poças d’água.

Verifique sempre a voltagem do equipamento antes de ligá-lo.

Lembre-se  proteja-se, não improvise instalações elétricas.



Comentários

Postagens mais visitadas

O USO DO LEITE COMO DESINTOXICANTE NAS INDÚSTRIAS – DDS.

Fábula da xícara cheia – DDS de reflexão.

QUANTO CUSTA UM ACIDENTE? – DDS