Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

30 de outubro de 2011

Comentário sobre piso salarial

Recebi em meu correio uma solicitação para divulgar entre os profissionais da área prevencionista que o piso salarial do Técnico em Segurança do Trabalho em São Paulo atualmente é de R$ 2.127,00/Mês. Enquanto nos Estados do Nordeste está em torno de R$ 800,00/ mês.

Informo que aqui no Rio de Janeiro, não é muito diferente, existe certa resistência dos colegas em procurar melhorar seus salários, enquanto suas atribuições e responsabilidades triplicam de forma geométrica e nenhuma atitude aparente por parte da classe visando modificar essa situação é percebido, parece existir desinteresse geral, não dá para entender essa atitude dos profissionais da prevenção, principalmente do Estado do Rio de Janeiro, a verdade é que somos todos coniventes. 

Marcio Santiago Vaitsman

Depoimento importante para esse blog.

Sou do Ceará (Fortaleza) e estudante de Técnico em Segurança do Trabalho, o piso salarial daqui é de fato uma vergonha, mas resultante também da falta de interesse dos próprios profissionais que não valorizam a própria categoria, não buscam fortificar o sindicato daqui (que por sinal, sobrevive da minoria que ainda creditam e lutam para que ele não deixe de existir), preferem contribuir para o CREA-CE (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Ceará), como o próprio nome já diz; Engenharia Civil e Arquitetura, sendo assim quando precisam recorrer a ele, levam um belo e gostoso ''procure o sindicato da sua área''. Então, piso merecidamente desvalorizado para eles.

Sou ainda estudante dessa área de prevencionismo e amo já o que irei fazer. Mas não me submeterei a tais condições salariais. Assim que conseguir um estágio e seis meses de experiência, procurarei um rumo a seguir, não ficarei nessa cidade, onde não olham para os ''Téc. Seg. Trabalho'' com o devido valor que temos. Não mesmo. Quem quer ser valorizado, que se valorize primeiro.

Emília Jéssica deixou um novo comentário sobre a postagem de 20/5.

Construa você mesmo a sua vida: não permita que opiniões e erros alheios te conduzam ao fracasso. SABER QUERER É A BASE PARA VENCER.

3 comentários:

  1. Isso é falta de respeito ao profissional. A pessoa estuda muito, assume uma responsabilidade grande em uma empresa e vai ganhar apenas 800 reais por mês? é dificil aceitar isso, tomara que surja em vocês uma revolta para mudar essa situação. Vamos lutar amigos do Ceará. A coisa só muda quando o povo se levanta contra ela...

    ResponderExcluir
  2. Alem de salario vergonhoso, falta oportunidades para recem formados , as empresas pagam uma miseria e querem profissionais com vasta experiencia. aí a pergunta que não quer calar , como ter experiência sem oportunidade.

    ResponderExcluir
  3. atualmente o técnico de segurança é requisitado e exigido por lei. Tá na hora do profissional não aceitar o baixo salario. Argumentando que se fizer consultoria ganha mais, que nos outros estados o valor supera de R$ 2.500,00 a R$ 3000,00 reais, que seu trabalho evita acidentes e processos para o empregador, assim como multas, que ele é a pessoa indicada para prever e prevenir os possíveis danos aos trabalhadores, afastamentos indevidos/desnecessários, faltas, mal uso dos equipamentos aumentando sua vida útil, mantendo controle. Que sua presença além de necessária gera uma economia maior que o salário pago e desgastes com acidentes e incidentes que poderiam ser previstos e evitados.

    ResponderExcluir

As informações disponibilizadas nesse Blog são de caráter genérico e sua utilização é de responsabilidade exclusiva de cada leitor.