COMO PREVENIR INCÊNDIO – DDS.



Você já parou para pensar no quanto todos nós perderíamos no caso de um incêndio grave? Se nossas instalações fossem danificadas o prejuízo da Empresa seria muito grande, sem contar com possíveis acidentes graves.
 
Dependendo do incêndio as perdas são irreparáveis. Então temos que ter consciência o que isto significa e procurar ter alguns cuidados, pois o incêndio também pode ocorrer em nossas casas, e uma vez iniciado, o prejuízo certamente será grande. 
 
Assim, o que pode ser feito em relação a incêndios? Primeiro temos de compreender se o controle de incêndio depende de nosso conhecimento acerca de princípios que são chamados fundamentais, que são:
 
Combustível: papel, madeira, óleo, tecido, solventes, gasolina, gás, etc.
 
Calor: o grau necessário para vaporizar o combustível, que dependerá de cada um.
 
Oxigênio: normalmente deve ter no mínimo de 15% presentes no ar para sustentar um incêndio. Quanto maior for sua presença, mais brilhante será a brasa e mais rápida será a combustão.
 
Para extinguir um incêndio, é necessário apenas remover um dos itens essenciais para sua manutenção, o que pode ser feito por:
 
Arrefecimento - controle da temperatura e calor;
 
Isolamento - controle do combustível;
 
Sufocação - controle do oxigênio;
 
Interrupção da reação química da cadeia, em certos tipos de incêndio.
 
Os incêndios são classificados de acordo com que estão queimando.
 
Os incêndios de classe A envolvem combustíveis em geral, como a madeira, tecidos, papel ou entulhos. Para este tipo de incêndio usa-se a água para resfriar o material.
 
Os incêndios de classe B envolvem fluídos inflamáveis como a gasolina, o óleo diesel, a graxa, tinta e etc. Para combater este tipo de incêndio, usa-se o dióxido de carbono ou pó químico seco que serão responsáveis em sufocar o oxigênio da reação.
 
Os incêndios de classe C envolvem equipamentos elétricos e geralmente são controlados pelo dióxido de carbono - CO­2 - e pó químico seco da mesma maneira que o anterior. Eis aqui algumas formas que podem contribuir para evitar incêndios:
 
Manter uma área de trabalho limpa evitando o acúmulo de entulhos;
 
Colocar trapos sujos de óleo em recipientes metálicos tampados;
 
Observar os avisos de não fumar;
 
Manter todos os materiais combustíveis afastados de fornalhas ou outras fontes de ignição;
 
Relatar qualquer risco de incêndio que esteja além de nosso controle, especialmente os elétricos.
 
Finalmente, alguns pontos a serem lembrados:
 
Cuidado na arrumação, limpeza e ordenação de produtos inflamáveis;
 
Saiba onde estão os extintores de incêndio e o tipo de cada um onde podem ser aplicados e como operá-los;
 
Em caso de princípio de incêndio, aja imediatamente pois debelar o fogo no seu início é mais fácil, ou procure auxílio imediatamente;
 
Use o equipamento de combate portátil disponível para controlar o fogo até que chegue ajuda. Se não for possível saia do local imediatamente.


"Prevencionista, se você gostou, compartilhe esse blog com seus amigos e um dia verá que essa atitude faz parte da sua história”.

Comentários

Postagens mais visitadas

O USO DO LEITE COMO DESINTOXICANTE NAS INDÚSTRIAS – DDS.

Fábula da xícara cheia – DDS de reflexão.

QUANTO CUSTA UM ACIDENTE? – DDS