Postagens

Mostrando postagens de 2014

Beleza verdadeira – Reflexão para 2015.

Á medida que a gente cuida da própria alma, ela vai ficando naturalmente mais saudável plena e bonita. E a beleza dessa plenitude se expressa no corpo da gente, e no trabalho e nas coisas que se faz, e nas relações que se tem, e no contentamento com que se saboreia a vida. Então, quanto mais contente, menos egoísta e guloso a gente fica, tem mais a oferecer do que a tomar, menos a consumir e sempre o melhor de si para dar. Mas a maioria inverte a lógica dessa sabedoria. Tenta engolir o mundo para satisfazer o seu vazio, encaixar o corpo numa beleza artificial, insustentável, inverossímil, e enganar o espírito com bugigangas como quem engana uma criança. “Ao natural, cresce a grama”, ensina um milenar provérbio oriental. Do seu crescimento, nada se escuta nada se percebe imediatamente, se pisoteada, resiste, se cortada, ressurge. Porque o vigor vem da raiz firmada sob a terra. Assim, o verdadeiro encanto, que provoca admiração em todos, emerge da salutar harmonia de uma alma bem cuidada no…

Para aqueles tive o prazer em poder orientar

Esta postagem é uma homenagem a todos os quais fui tutor ou orientador do estágio profissional, hoje são excelentes Técnicos em Segurança nas empresas que trabalham. Nada pode ser mais forte no aprendizado de uma pessoa do que o exemplo profissional que se pode dar e aprender. Discursos e teorias por mais brilhantes que sejam, perduram menos na nossa mente do que as ações marcantes que vivenciamos. Exemplos para todos que tenham como missão iniciar novos irmãos profissionais nas atividades tão nobre como a nossa – Prevenção dos Acidentes do Trabalho. Penso que ainda é possível com a nossa experiência profissional ensinar, orientar, mostrar o certo e errado, objetivando manter bons profissionais no mercado de trabalho, fazendo que também sejam vencedores profissionalmente. Ao orientar com respeito, valorizando cada um dos estagiários (as) em seus conjuntos de habilidades e potencialidades, permitimos que eles mostrem que são capazes e, com certeza, eles (as) terão bons resultados para comem…

BREVE REFLEXÃO SOBRE NOSSA PROFISSÃO - O QUE QUEREMOS.

Um novo ano se aproxima, assim sendo, necessitamos parar e refletir sobre o que realmente queremos para a nossa classe, se ficarmos nessa inércia, será apenas mais um ano. Para que nós técnicos, tenhamos um futuro promissor é necessária à união da classe, pois, não podemos negar que fazemos parte de uma imensa equipe de profissionais que sonham e possuem os mesmos objetivos quais sejam, a prevenção dos acidentes, a melhoria de nossas condições de trabalho, salários dignos e futuras conquistas, proporcionado maior conforto para nossas famílias, penso ser essa a verdadeira base de tudo. Penso também que existe pessoas que procuram de alguma forma participar, empenhando seu talento e tempo disponível, renovando seus compromissos perante aos demais colegas de trabalho para comemorar a existência de pessoas que apesar dos pesares, ainda procuram altruisticamente, construir em prol da prevenção. Embora alguns exerçam suas profissões em ótimas empresas, muitas ainda não tiveram essa oportunidad…

PORTARIA Nº 2.018, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2014

GABINETE DO MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO. Altera a Norma Regulamentadora nº 4 (NR4) - SESMT - Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, e dá outrasprovidências. O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso das atribuições que lhe conferem o inciso II do parágrafo único do art. 87 da Constituição Federal e os arts. 155 e 200 da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei n.º 5.452, de 1º de maio de 1943, resolve: Art. 1º Alterar a redação do item 4.4.1.1 e da alínea 'i' do item 4.12 da NR4, aprovada pela Portaria 3.214, de 8 de junho de 1978, que passa a vigorar com a seguinte redação: "4.4.1.1 Em relação ao Engenheiro de Segurança do Trabalho e ao Técnico de Segurança do Trabalho, observar-se-á o disposto na Lei n.º 7.410, de 27 de novembro de 1985." "4.12 .................................................................................. i) registrar mensalmente os dados atualizados de aciden…

Aos amigos prevencionistas e os seguidores deste blog.

Neste Natal, vamos pedir ao menino Jesus que nos traga paz, amor, compreensão, união e acima de tudo saúde e paz para o ano que se inicia.


Feliz Natal é próspero Ano Novo.

Marcio Santiago Vaitsman


A nossa classe é assim:

De um modo geral, da forma pela qual as coisas estão indo, me lava a chegar a seguinte conclusão: os problemas da Segurança do Trabalho no Brasil, não são dos empresários e ou dos órgãos governamentais de fiscalização, são dos próprios profissionais. O problema da baixa remuneração, as péssimas condições de trabalho e o descrédito da profissão, penso ser da própria classe. Que não participa dos assuntos relacionados a sua profissão; Que de modo geral, não lê artigos técnicos; Que não se unem para reivindicar melhorias profissional; Que reclama, mas nada faz para melhorar a situação da classe e aceita subemprego; Que não quer ouvir falar de órgãos de classe, nem toma conhecimento do que está rolando politicamente na sua área; Que apenas procura tirar proveito dos trabalhos já feitos ou para criticar os que de alguma forma procuram elaborar; Que não prestigia a classe, mas, cria polemica quando outros procuram apoiar; Que usa a profissão apenas como trampolim profissional; Que se deixam manipula…

É Natal – mensagem para reflexão.

À medida que a gente cuida da própria alma, ela vai ficando naturalmente mais saudável plena e bonita. E a beleza dessa plenitude se expressa no corpo da gente, e no trabalho e nas coisas que se faz, e nas relações que se tem, e no contentamento com que se saboreia a vida. Então, quanto mais contente, menos egoísta e guloso a gente fica, tem mais a oferecer do que a tomar, menos a consumir e sempre o melhor de si para dar. Mas a maioria inverte a lógica dessa sabedoria. Tenta engolir o mundo para satisfazer o seu vazio, encaixar o corpo numa beleza artificial, insustentável, inverossímil, e enganar o espírito com bugigangas como quem engana uma criança. “Ao natural, cresce a grama”, ensina um milenar provérbio oriental. Do seu crescimento, nada se escuta nada se percebe imediatamente, se pisoteada, resiste, se cortada, ressurge, porque o vigor vem da raiz firmada sob a terra. Assim, o verdadeiro encanto, que provoca admiração em todos, emerge da salutar harmonia de uma alma bem cuidada no…

PARA REFLETIR:

Um mestre do Oriente viu quando uma cobra estava morrendo queimada e decidiu tirá-la do fogo, mas quando o fez, a cobra o picou. Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo no fogo e estava se queimando de novo. O mestre tentou tirá-la novamente e novamente a cobra o picou.
Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse:
- Desculpe-me, mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-la do fogo ela irá picá-lo?
O mestre respondeu:
- A natureza da cobra é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.
Então, com a ajuda de um pedaço de ferro o mestre tirou a cobra do fogo e salvou sua vida.
Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal, não perca sua essência; apenas tome precauções.
Alguns perseguem a felicidade, outros a criam.
Preocupe-se mais com sua consciência do que com a sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você.
E o que os outros pensam, não é problema nosso... é pro…

MENOR AO VOLANTE - DDS.

Como se explica a paixão do adolescente pelos automóveis? A adolescência é um período caracterizado pela insegurança e instabilidade emocional. Para o jovem, o carro é um instrumento de auto-afirmação. Dentro de um carro, ele se sente mais bonito, atraente e, por isso, mais seguro. O automóvel deixa de ter a função utilitária de transporte e passa a compensar a sensação de inferioridade e impotência que o jovem sente diante do mundo. O adolescente se identifica a tal ponto com seu carro que este acaba fazendo parte de seu próprio corpo. Por que os jovens se revoltam quando os pais os proíbe de dirigir sem carteira? O jovem sente a proibição como um meio dos pais impedirem ou retardarem sua passagem para o mundo adulto. É difícil para o jovem compreender, porque ele se sente inteiramente capaz de controlar um automóvel. E ele não está totalmente errado. Em geral os jovens têm grande habilidade para atividades manuais, reflexos rápidos e facilidade para operar máquinas. Alguns dirigem muito …