Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

31 de dezembro de 2014

Beleza verdadeira – Reflexão para 2015.

Á medida que a gente cuida da própria alma, ela vai ficando naturalmente mais saudável plena e bonita.
 
E a beleza dessa plenitude se expressa no corpo da gente, e no trabalho e nas coisas que se faz, e nas relações que se tem, e no contentamento com que se saboreia a vida. Então, quanto mais contente, menos egoísta e guloso a gente fica, tem mais a oferecer do que a tomar, menos a consumir e sempre o melhor de si para dar.
 
Mas a maioria inverte a lógica dessa sabedoria. Tenta engolir o mundo para satisfazer o seu vazio, encaixar o corpo numa beleza artificial, insustentável, inverossímil, e enganar o espírito com bugigangas como quem engana uma criança.
 
“Ao natural, cresce a grama”, ensina um milenar provérbio oriental.
 
Do seu crescimento, nada se escuta nada se percebe imediatamente, se pisoteada, resiste, se cortada, ressurge. Porque o vigor vem da raiz firmada sob a terra. Assim, o verdadeiro encanto, que provoca admiração em todos, emerge da salutar harmonia de uma alma bem cuidada no dia a dia.
 
E agora, o ano novo chegou e com ele as novas promessas, planejamos, projetamos, arquitetamos, desejamos para o inicio do próximo ano praticamente as mesmas coisas.
 
Mas esse ano pedirei coisa diferente, pedirei sabedoria, serenidade e estratégia, que a classe dos técnicos em segurança reencontre os caminhos em defesa da profissão e que lutemos para criação do nosso próprio conselho profissional.
 
Este é o desejo desse Blog para todos os Técnicos em Segurança do Trabalho para o ano que se inicia.
 
 
"Prevencionista, se você gostou, seja um seguidor e compartilhe com seus amigos e um dia verá que essa atitude fez parte da sua história”.

30 de dezembro de 2014

Para aqueles tive o prazer em poder orientar

Esta postagem é uma homenagem a todos os quais fui tutor ou orientador do estágio profissional, hoje são excelentes Técnicos em Segurança  nas empresas que trabalham.
 
Nada pode ser mais forte no aprendizado de uma pessoa do que o exemplo profissional que se pode dar e aprender.
 
Discursos e teorias por mais brilhantes que sejam, perduram menos na nossa mente do que as ações marcantes que vivenciamos.
 
Exemplos para todos que tenham como missão iniciar novos irmãos profissionais nas atividades tão nobre como a nossa – Prevenção dos Acidentes do Trabalho.
 
Penso que ainda é possível com a nossa experiência profissional ensinar, orientar, mostrar o certo e errado, objetivando manter bons profissionais no mercado de trabalho, fazendo que também sejam vencedores profissionalmente.
 
Ao orientar com respeito, valorizando cada um dos estagiários (as) em seus conjuntos de habilidades e potencialidades, permitimos que eles mostrem que são capazes e, com certeza, eles (as) terão bons resultados para comemorar num futuro próximo. Hoje são Técnicos respeitados na indústria naval, petrolífera construção civil.
 
Amigos, vocês são vencedores, peço que continuem a transmitir para os novatos as informações técnicas e valores profissionais que tiveram a oportunidade de absorver durante o estágio.

Não posso negar que  eu também aprendi muito com vocês.

Obrigado.

Marcio Santiago Vaitsman
 
“Prevencionista, se você gostou, seja um seguidor e compartilhe com seus amigos e um dia verá que essa atitude fez parte da sua história”.

28 de dezembro de 2014

BREVE REFLEXÃO SOBRE NOSSA PROFISSÃO - O QUE QUEREMOS.

Um novo ano se aproxima, assim sendo, necessitamos parar e refletir sobre o que realmente queremos para a nossa classe, se ficarmos nessa inércia, será apenas mais um ano.
 
Para que nós técnicos, tenhamos um futuro promissor é necessária à união da classe, pois, não podemos negar que fazemos parte de uma imensa equipe de profissionais que sonham e possuem os mesmos objetivos quais sejam, a prevenção dos acidentes, a melhoria de nossas condições de trabalho, salários dignos e futuras conquistas, proporcionado maior conforto para nossas famílias, penso ser essa a verdadeira base de tudo.
 
Penso também que existe pessoas que procuram de alguma forma participar, empenhando seu talento e tempo disponível, renovando seus compromissos perante aos demais colegas de trabalho para comemorar a existência de pessoas que apesar dos pesares, ainda procuram altruisticamente, construir em prol da prevenção.
 
Embora alguns exerçam suas profissões em ótimas empresas, muitas ainda não tiveram essa oportunidade, mas, independente do ramo de atividade e até mesmo da organização, esse assunto interessa e nos afeta diretamente.
 
Estou tentando descrever sobre o futuro da nossa profissão, com acordo coletivo homologado pelo Ministério do Trabalho ou pelo próprio conselho de classe, salário mínimo profissional justo e direito trabalhistas conforme preconiza a lei, como vemos em outras profissões que militam na mesma área, Não fique na sua, pois essa omissão pode ser o nosso fim, pense nisso!
 
Temos que nós mobilizar para que sejamos uma classe forte para que isso ocorra, é necessária a sua participação, converse com seus colegas, façam reuniões semanais, cobre mais atitude de seu sindicato, participe para agregar valor à questão e não permitir que se modifique a NR-4, como querem alguns.
 
Procure saber, indague a quanto anda o processo de criação do Conselho Federal dos Técnicos em Segurança do Trabalho, mande correio, converse com seus amigos, cobre uma atitude firme do sindicato, procure saber quais são as ações lideradas por ele nos últimos anos e, só assim poderemos deslumbrar um futuro próspero para todos nós.
 
“Vamos gente, não sejam omissos, lute você também para que possamos agilizar a criação do nosso Conselho de Classe”, antes que a ganância ou nossa passividade acabe com a profissão, não deixe que outros decidam por você.
 
Amigos, o futuro da nossa profissão está diretamente associado à capacidade de cada um de nós, em nosso dia-a-dia, procurar de alguma forma escrever um capítulo dessa historia, participe!.
 
Esse documento foi por mim enviado ao grupo em março de 2004, a título de uma breve reflexão sobre nossa profissão, passado 10 anos, a situação é a mesma, parece até que antevendo os acontecimentos que hoje deparamos em relação às mudanças da Nr-4.
 
Não adianta apenas lamentar as condições de trabalho e o valor dos salários praticados no mercado, é necessário fazer acontecer.
 
Se você mantém interesse e está realmente procurando uma solução para esse assunto que afeta toda uma classe profissional, faça a sua parte, entre em contato com seu sindicato ou associação e vamos lutar juntos, pois, uma andorinha só não faz verão.
 
Conselho de classe é a solução.
Pense nisso !Vamos a luta.
 
Marcio Santiago Vaitsman
 
 
 
 
“Prevencionista, se você gostou, seja um seguidor e compartilhe com seus amigos e um dia verá que essa atitude fez parte da sua história”.
 

24 de dezembro de 2014

PORTARIA Nº 2.018, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2014



GABINETE DO MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO.
 
Altera a Norma Regulamentadora nº 4 (NR4) - SESMT - Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, e dá outrasprovidências.
 
O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso das atribuições que lhe conferem o inciso II do parágrafo único do art. 87 da Constituição Federal e os arts. 155 e 200 da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei n.º 5.452, de 1º de maio de 1943, resolve:
 
Art. 1º Alterar a redação do item 4.4.1.1 e da alínea 'i' do item 4.12 da NR4, aprovada pela Portaria 3.214, de 8 de junho de 1978, que passa a vigorar com a seguinte redação:
 
"4.4.1.1 Em relação ao Engenheiro de Segurança do Trabalho e ao Técnico de Segurança do Trabalho, observar-se-á o disposto na Lei n.º 7.410, de 27 de novembro de 1985."
 
"4.12 ..................................................................................
 
i) registrar mensalmente os dados atualizados de acidentes do trabalho, doenças ocupacionais e agentes de insalubridade, preenchendo, no mínimo, os quesitos descritos nos modelos de mapas constantes nos Quadros III, IV, V e VI, devendo o empregador manter a documentação à disposição da inspeção do trabalho;"
 
Art. 2º Conceder prazo de quatro anos para que os Médicos do Trabalho integrantes do SESMT - Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho atendam aos requisitos de formação e registro profissional exigidos na regulamentação da profissão e nos instrumentos normativos emitidos pelo Conselho Federal de Medicina, nos termos do item 4.4.1 da NR4, com redação dada pela Portaria nº 590, de 28 de abril de 2014.
 
Parágrafo Único: Até que o prazo indicado neste artigo seja expirado, poderá atuar no SESMT o Médico portador de certificado de conclusão de curso de especialização em Medicina do Trabalho, em nível de pós-graduação, ou portador de certificado de residência médica em área de concentração em saúde do trabalhador ou denominação equivalente, reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica, do Ministério da Educação, ambos ministrados por universidade ou faculdade que mantenha curso de graduação em medicina.
 
Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
 
(DOU de 24/12/2014 Seção I Pág. 109).
 
MANOEL DIAS
 
 
“Prevencionista, se você gostou, seja um seguidor e compartilhe com seus amigos e um dia verá que essa atitude fez parte da sua história”.
 

23 de dezembro de 2014

Aos amigos prevencionistas e os seguidores deste blog.


 
 
 
 
 

Neste Natal, vamos pedir ao menino Jesus que nos traga paz, amor, compreensão, união e acima de tudo saúde e paz para o ano que se inicia.

 

Feliz Natal é próspero Ano Novo.

Marcio Santiago Vaitsman


22 de dezembro de 2014

A nossa classe é assim:

De um modo geral, da forma pela qual as coisas estão indo, me lava a chegar a seguinte conclusão: os problemas da Segurança do Trabalho no Brasil, não são dos empresários e ou dos órgãos governamentais de fiscalização, são dos próprios profissionais.
 
O problema da baixa remuneração, as péssimas condições de trabalho e o descrédito da profissão, penso ser da própria classe.
 
Que não participa dos assuntos relacionados a sua profissão;
 
Que de modo geral, não lê artigos técnicos;
 
Que não se unem para reivindicar melhorias profissional;
 
Que reclama, mas nada faz para melhorar a situação da classe e aceita subemprego;
 
Que não quer ouvir falar de órgãos de classe, nem toma conhecimento do que está rolando politicamente na sua área;
 
Que apenas procura tirar proveito dos trabalhos já feitos ou para criticar os que de alguma forma procuram elaborar;
 
Que não prestigia a classe, mas, cria polemica quando outros procuram apoiar;
 
Que usa a profissão apenas como trampolim profissional;
 
Que se deixam manipular por patrões inescrupulosos;
 
Que se filia a órgãos extraclasses (CREA, etc.) por pura vaidade, não se informando que isso contribui para os baixos salários dos Técnicos, Não fiscaliza o funcionamento do seu sindicato que é o representante oficial da sua profissão.
 
Que nada faz para melhorar pessoal e profissionalmente, mas, inveja àqueles que conseguiram por esforço próprio, destaque na área profissional;
 
Que não sabem procurar colocação que satisfaça as suas necessidades pessoas e profissionais e depois reclamam das péssimas condições de trabalho.
 
Caros colegas, após 39 anos atuando na área, ainda acredito na Segurança do Trabalho como profissão nobre, tenho convicção que um dia com a união de todos, será reconhecida a sua importância para a sociedade brasileira, independente de quaisquer esforços de alguns em tentar aniquilar com a profissão dos Técnicos em Segurança do Trabalho no Brasil.
 
Para que todos tenham uma ideia da desunião, o Blog do qual sou administrador e, que desde os primórdios da profissão, defende a classe com mais de 864 mil acessos, é prestigiado em todo o Brasil e exterior, pasmem, apenas 30% dos seguidores são do Rio de Janeiro e outras estados o restante 70% é de outros países.
 
Por isso pessoal eu sempre falo:
 
É hora de mudar e pensar de uma maneira diferente. Se você não está obtendo o que você quer, mude a estratégia...
 
Marcio Santiago Vaitsman
 
 
“Prevencionista, se você gostou, seja um seguidor e compartilhe com seus amigos e um dia verá que essa atitude fez parte da sua história”. 

20 de dezembro de 2014

É Natal – mensagem para reflexão.

À medida que a gente cuida da própria alma, ela vai ficando naturalmente mais saudável plena e bonita.
 
E a beleza dessa plenitude se expressa no corpo da gente, e no trabalho e nas coisas que se faz, e nas relações que se tem, e no contentamento com que se saboreia a vida. Então, quanto mais contente, menos egoísta e guloso a gente fica, tem mais a oferecer do que a tomar, menos a consumir e sempre o melhor de si para dar.
 
Mas a maioria inverte a lógica dessa sabedoria. Tenta engolir o mundo para satisfazer o seu vazio, encaixar o corpo numa beleza artificial, insustentável, inverossímil, e enganar o espírito com bugigangas como quem engana uma criança.
 
“Ao natural, cresce a grama”, ensina um milenar provérbio oriental. Do seu crescimento, nada se escuta nada se percebe imediatamente, se pisoteada, resiste, se cortada, ressurge, porque o vigor vem da raiz firmada sob a terra.
 
Assim, o verdadeiro encanto, que provoca admiração em todos, emerge da salutar harmonia de uma alma bem cuidada no dia a dia.
 
E agora, o ano novo está chegando  e com ele às novas promessas, planejamos, projetamos, arquitetamos, desejamos para o inicio do próximo ano praticamente as mesmas coisas.
 
Mas esse ano pedirei coisa diferente, pedirei sabedoria, serenidade e estratégia, que a classe dos técnicos em segurança reencontre os caminhos em defesa da profissão e que lutemos para criação do nosso próprio “Conselho” Profissional.
 
Feliz Natal e Próspero Ano Novo, com muita Suade e Paz.
 
São os sinceros votos do amigo,
 
Marcio Santiago Vaitsman
 
 
 
“Prevencionista, se você gostou, seja um seguidor e compartilhe com seus amigos e um dia verá que essa sua atitude fez parte da sua história”.

19 de dezembro de 2014

PARA REFLETIR:

Um mestre do Oriente viu quando uma cobra estava morrendo queimada e decidiu tirá-la do fogo, mas quando o fez, a cobra o picou. Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo no fogo e estava se queimando de novo. O mestre tentou tirá-la novamente e novamente a cobra o picou.
Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse:
- Desculpe-me, mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-la do fogo ela irá picá-lo?
O mestre respondeu:
- A natureza da cobra é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.
Então, com a ajuda de um pedaço de ferro o mestre tirou a cobra do fogo e salvou sua vida.
Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal, não perca sua essência; apenas tome precauções.
Alguns perseguem a felicidade, outros a criam.
Preocupe-se mais com sua consciência do que com a sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você.
E o que os outros pensam, não é problema nosso... é problema deles.
 “Prevencionista, se você gostou, seja um seguidor e compartilhe com seus amigos e um dia verá que essa sua atitude fez parte da sua história”.

18 de dezembro de 2014

MENOR AO VOLANTE - DDS.


Como se explica a paixão do adolescente pelos automóveis?
 
A adolescência é um período caracterizado pela insegurança e instabilidade emocional. Para o jovem, o carro é um instrumento de auto-afirmação. Dentro de um carro, ele se sente mais bonito, atraente e, por isso, mais seguro.
 
O automóvel deixa de ter a função utilitária de transporte e passa a compensar a sensação de inferioridade e impotência que o jovem sente diante do mundo. O adolescente se identifica a tal ponto com seu carro que este acaba fazendo parte de seu próprio corpo.
 
Por que os jovens se revoltam quando os pais os proíbe de dirigir sem carteira?
 
O jovem sente a proibição como um meio dos pais impedirem ou retardarem sua passagem para o mundo adulto. É difícil para o jovem compreender, porque ele se sente inteiramente capaz de controlar um automóvel. E ele não está totalmente errado.
 
Em geral os jovens têm grande habilidade para atividades manuais, reflexos rápidos e facilidade para operar máquinas. Alguns dirigem muito bem, sem nunca terem frequentado uma autoescola.
 
O problema é que há um descompasso entre seu desenvolvimento motor e emocional. Enquanto a parte motora é extremamente desenvolvida e a visão e audição muito acuradas, a parte emocional é bastante instável. Atitudes maduras alternam-se a reações infantis.
 
O que dizer ao meu filho menor de idade que insiste em dirigir?
 
Pelas leis penais, um menor de 18 anos ao volante está praticando uma contravenção penal. Embora penalmente não seja ele o responsável, poderá complicar a vida de muitos. Por exemplo: pais ou responsáveis ( e o proprietário do veículo, se for o caso ) pelo menor que desrespeita o Código Nacional de Trânsito estão sujeitos à maior multa prevista em lei, apreensão da carteira de habilitação e, ainda, às penas dos Código Penal e Civil, em caso de acidente com vítimas ou danos materiais.
 
Se o acidente tiver vítimas, fatais ou não, a pessoa ou pessoas que permitiram o uso do veículo serão enquadradas como coautoras do crime em questão (homicídio ou lesões corporais), respondendo a inquérito policial e consequente ação penal.
 
As penas previstas variam de três meses a vinte anos de prisão.
 
Quanto aos acidentes com danos materiais, o menor de 18 anos também não responde por eles. E continua sem responder até os 21 anos de idade, a não ser que se emancipe antes. Nestes casos, portanto, os prejuízos recaem também sobre os pais, responsáveis e proprietários do veículo.
 
Ao menor de 18 anos que desrespeita as leis ao volante, a Justiça aplica medidas que variam caso por caso. Elas podem ir desde uma advertência até o internamento em estabelecimento educacional apropriado.
 
Você pode evitar conflitos mantendo um diálogo franco.
 
Mostre a ele o que a lei determina sobre a habilitação para motoristas amadores.
 
O problema de menores conduzindo veículos é muito comum e na maioria das vezes com o conhecimento dos próprios pais, que neste caso assumem a posição dos coautores, estando sujeito às penalidades mencionadas acima.
 
Fica aqui um alerta para estes pais reavaliarem sua postura perante os filhos, pois uma simples voltinha pode se transformar em um pesadelo.
 
 
“Prevencionista, se você gostou, seja um seguidor e compartilhe com seus amigos e um dia verá que essa sua atitude fez parte da sua história”.