Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

29 de julho de 2015

Confira algumas situações em que a falta ao trabalho não gera desconto no salário.


Você sabe todas as situações em que tem amparo legal para faltar ao trabalho sem desconto no salário? São faltas justificadas os casos em que o trabalhador apresenta comprovantes como de doação de sangue, atestado médico, cópia da certidão de nascimento, casamento ou óbito, por exemplo.
 
A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) enumera, no Artigo 473, os casos e o período em que o empregado tem direito de se afastar do trabalho sem ter desconto no salário. Além disso, há amparo também da Constituição Federal:
 
1) Em caso de falecimento do cônjuge, ascendente (pais, avós etc.), descendente (filhos, netos etc.), irmão ou pessoa que viva sob sua dependência econômica, declarada em sua carteira de trabalho e previdência social – até 2 dias consecutivos.
 
2) Para se casar – até 3 dias consecutivos.
 
3) Licença paternidade de até 5 dias, em caso de nascimento de filho, no decorrer da primeira semana.
 
4) Em caso de doação voluntária de sangue devidamente comprovada por 1 dia, uma vez por ano.
 
5) Para se alistar como eleitor – até 2 dias, que podem ser consecutivos ou não.
 
6) No período de tempo em que tiver de cumprir as exigências do Serviço Militar.
 
7) Para fazer as provas para ingresso em estabelecimento de ensino superior - nos dias em que estiver comprovadamente fazendo os exames.
 
8) Quando tiver que comparecer em juízo para audiência – pelo tempo que se fizer necessário.
 
9) Para representar entidade sindical em reunião oficial de organismo internacional do qual o Brasil seja membro – pelo tempo que se fizer necessário.
 
10) Licença remunerada de até 15 dias por motivo de doença. Após esse período cabe a Previdência Social assumir o custo do salário do trabalhador afastado do trabalho.
 
11) Licença maternidade, que pode chegar a seis meses.
 
O Estado de São Paulo. 
 
 
"Prevencionista, se você gostou, seja um seguidor e compartilhe com seus amigos e um dia verá que essa sua atitude fez parte da sua história". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As informações disponibilizadas nesse Blog são de caráter genérico e sua utilização é de responsabilidade exclusiva de cada leitor.