Assuntos que devem ser abordados no BRIEFING.


Comportamental:
 
Objetivando a verificação permanente do atendimento á legislação e, assim como, evitar práticas de trabalho que possam gerar danos as pessoas, ao meio ambiente e para a empresa, elaboramos alguns itens que consideramos importantes e que devem ser abordados em um briefing nas empresas, dentre outros.
 
Identificar e corrigir eventuais desvios comportamentais:
 
Correção de desvio no campo, através de DDS aplicado na hora, explicando aos empregados as consequências do desvio cometido;
 
Transmitir ao empregado padrões de SMS pré-estabelecidos pela empresa;
 
Verificação da arrumação e limpeza do local do trabalho;
 
Verificar estado de conservação e uso correto dos E.P.I. / EPC;
 
Estado de conservação e uso das ferramentas fixas e manuais;
 
Posição e reação das pessoas nas áreas de trabalho;
 
Aterramento correto de andaimes tubulares e equipamentos elétricos;
 
Verificação da "OS" Ordem de serviço ou "PT" Permissão de Trabalho, onde houver.
 
Trabalhos em Altura:
 
Estabelecer os procedimentos necessários para a realização de trabalhos em altura, visando garantir a segurança e integridade física dos colaboradores internos ou de terceiros que realizarem este tipo de trabalho e a proteção dos que transitam nas áreas próximas.
 
É obrigatório a participação no Briefing e possuir identificação distribuída pelo SMS da empresa para identificar os colaboradores treinados, o mesmo deve ser afixado no crachá;
 
Os andaimes montados para a realização do serviço, obrigatoriamente necessitam de liberação de profissional credenciado e habilitado antes de serem utilizados;
 
Andaimes acima de 2.00m devem possuir escadas com a devida proteção;
 
Os trabalhos em altura só poderão ser executados por pessoas devidamente treinadas e orientadas pelas chefias responsáveis pelo serviço, a pressão dos colaboradores devem ser medidas antes do início de sua jornada de trabalho;
 
Antes do início da realização de qualquer trabalho em altura deverá ser feita previamente, rigorosa inspeção pelo encarregado do setor onde vão ser realizados os trabalhos, pelo responsável dos trabalhos e pelo emitente da autorização do serviço;
 
É obrigatório o uso de cinto de Segurança do tipo paraquedista com talabarte duplo;
 
O local deverá ser sinalizado através de placas indicativas e feito isolamento para prevenir acidentes com transeuntes ou pessoas que estejam passando ou trabalhando embaixo.
 
É obrigatório o uso do cinto de segurança tipo paraquedista, com talabarte duplo para trabalhos em altura superior a 2m (dois metros);
 
É proibido transitar a 1.50m (um metro e cinquenta) dos beirais dos telhados dos prédios, havendo necessidade, o cabo guia deve ser obrigatoriamente utilizado;
 
É obrigatório o uso de capacete com jugular para trabalhos em altura, ou em locais onde o vento estiver excessivo.
 
Trabalho em telhado:
 
É proibido transitar a 1.50m (um metro e cinquenta) dos beirais dos telhados dos prédios, havendo necessidade, o cabo guia deve ser obrigatoriamente utilizado;
 
Comunicar ao setor do usuário solicitante, sobre o início da realização do serviço;
 
Isolar e sinalizar a área localizada abaixo do local de trabalho;
 
Não pisar diretamente sobre as telhas, mas sim sempre nas tábuas (pranchões) que devem ser dispostas como passarelas;
 
Não sobrecarregar o beiral do telhado, pois esse não foi projetado para suportar peso;
 
Para içar telhas, peças e equipamentos devem suspendê-las até a altura desejada, uma a uma, devidamente amarradas, por meio de talhas ou outros meios igualmente seguros;
 
Nunca armazenar telhas e materiais inservíveis, peças ou equipamentos sobre o telhado;
 
Nunca deixar sobras de material sobre o telhado após a execução do serviço;
 
Os materiais que serão usados devem ser transportados no momento de sua utilização e não acumulados sobre os telhados;
 
Em dias de chuva ou de muito vento, ou enquanto as telhas estiverem úmidas, não executar serviços sobre o telhado, mesmo com o uso de passarela de madeira;
 
O cinto de segurança tipo paraquedista deverá ser utilizado, providenciando-se previamente os meios necessários á sua fixação de forma a possibilitar a locomoção do usuário sobre o telhado;
 
Nunca pisar diretamente em materiais frágeis como telhas de cimento-amianto, telhas plásticas e metálicas;
 
É obrigatório o uso de capacete com jugular, pois existe risco de queda do mesmo.
 
Trabalhos com eletricidade:
 
As empresas prestadoras de serviço de instalações elétricas devem ser obrigatoriamente registradas no CREA e possuir ART.
 
Assim teremos a garantia de que somente profissionais qualificados e instruídos quanto às precauções e riscos inerentes as suas atividades, estarão trabalhando em serviços de eletricidade dentro da empresa, conforme o previsto na NR - 10.
 
Somente podem ser realizados serviços nas instalações elétricas, quando o circuito elétrico não estiver energizado;
 
Quando não for possível desligar o circuito elétrico, o serviço somente poderá ser executado após terem sido adotadas as medidas de proteção complementar, sendo obrigatório o uso de ferramentas apropriadas e Equipamentos de Proteção Individuais e Coletivos;
 
Os serviços em eletricidade devem ser acompanhados e fiscalizados por pessoa habilitadas, que advertirá os eletricistas quando esses se aproximarem ou aproximarem suas ferramentas a menos de1. 50m (um metro e cinquenta) de circuito elétrico;
 
É obrigatório o teste de indução para serviços em circuitos desligados;
 
Na realização de pequenos reparos em eletricidade, deve-se desligar a energia, observar a capacidade adequada em amperes, energia residual e estar com as mãos secas sobre o piso seco.
 
Marcio santiago Vaitsman
 
 
 Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado.

Comentários

Postagens mais visitadas

O USO DO LEITE COMO DESINTOXICANTE NAS INDÚSTRIAS – DDS.

Fábula da xícara cheia – DDS de reflexão.

QUANTO CUSTA UM ACIDENTE? – DDS