PADRÕES MÍNIMOS DE SEGURANÇA NO USO DE FERRAMENTAS - DDS.


USO DE LIXADEIRA PORTÁTIL:
 
Verificar condições do cabo de alimentação, tomadas e proteção.
 
Verificar - se compatível com o disco e as condições do mesmo (trincas, faixa limite, fixação do disco) e não esquecer a chave de aperto na porca de fixação.
 
Não dirigir o fluxo de fagulhas para cilindros de gases ou produtos inflamáveis.
 
Sempre que estiver em repouso, deixá-la com o disco para cima.
 
Quando em trabalho, utilizar o menor ângulo em relação à peça para evitar a quebra do disco.
 
Cuidado para não atingir pessoas que estejam próximas.
 
Utilizar material de segurança adequado ao serviço.
 
TROCA DE LÂMPADAS E REPARO EM ILUMINAÇÃO:
 
Manter desligado o circuito a ser reparado.
 
Colocar cartão de bloqueio na chave principal.
 
Verificar condições de uso das ferramentas e escada.
 
Tensões não compatíveis causam acidentes, verificar tensão nominal das lâmpadas.
 
Lâmpadas quentes podem explodir o bulbo.
 
Lâmpadas queimadas devem ser colocadas no lixo.
 
Usar luvas de pano para retirar e colocar lâmpadas.
 
Para executar reparos em locais altos, usar escadas e cinto de segurança.
 
Nunca executar reparos ou troca de lâmpadas uma só pessoa.
 
Não usar chave néon para testes, usar multitest.
 
UTILIZAÇÃO DO ESMERIL DE COLUNA:
 
Após a partida, deixar funcionar mais ou menos 30 segundos livre para completar a rotação e verificar possíveis vibrações, desbalanceamentos e fixação.
 
Sempre usar viseira e luvas quando necessário.
 
Não utilizar a face lateral do rebolo.
 
Posicionar a peça a ser esmerilada corretamente sobre o suporte de apoio.
 
Manter abertura máxima de 03 mm entre o suporte de apoio e rebolo.
 
Não usar força em excesso sobre o rebolo.
 
Não permitir a presença de pessoas próximas ao esmeril, quando este estiver sendo utilizado.
 
Jamais duas pessoas podem usar o esmeril simultaneamente.
 
UTILIZAÇÃO DE FURADEIRA DE COLUNA:
 
Observar as condições de operação da máquina e ferramentas auxiliares.
 
Usar os equipamentos de segurança recomendados.
 
Fixar a peça a ser trabalhada na bancada com o auxílio de parafusos ou morsa.
 
Após posicionar a peça, travar os braços giratórios da furadeira e da mesa.
 
Operar sempre com velocidade compatíveis ao material a ser usinado e o diâmetro da broca.
 
Nunca limpar a ferramenta com a máquina em operação.
 
USO DE MAÇARICO:
 
Colocar os cilindros no carrinho, montar manômetros e maçaricos, verificar existência de válvula de retenção.
 
Retirar pressão dos manômetros antes de abrir as válvulas dos cilindros.
 
Inspecionar as mangueiras e verificar se não há vazamentos.
 
Usar todos os EPI’s indicados.
 
Não acender o maçarico próximo aos cilindros, óleo ou graxa.
 
Observar a existência de pessoas próximas, para que não sejam atingidas.
 
Após o uso de maçarico, fechar as válvulas dos cilindros e retirar a pressão dos manômetros.
 
USO DE FURADEIRA:
 
Verificar condições do cabo de alimentação, tomadas e plugs.
 
Observar se as brocas a serem utilizadas estão em condições de uso.
 
Verificar as características do material a ser furado para utilização de broca adequada.
 
Após a Colocação da broca, apertar com mandril apropriado, não esquecer de retirar o mesmo após aperto da broca.
 
Usar os equipamentos de segurança recomendados.
 
Se for necessário utilizar preparado para resfriamento da área a ser furada.
 
Posicionar-se adequadamente para evitar quedas e quebra da broca.
 
Operar sempre com velocidade compatíveis ao material a ser usinado e ao diâmetro da broca.
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado.
 

Comentários

Postagens mais visitadas

O USO DO LEITE COMO DESINTOXICANTE NAS INDÚSTRIAS – DDS.

Fábula da xícara cheia – DDS de reflexão.

QUANTO CUSTA UM ACIDENTE? – DDS