Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

17 de maio de 2016

Como consertar seus erros no trabalho.


Quem nunca mandou um e-mail para a pessoa errada, se esqueceu de revisar uma apresentação ou simplesmente cometeu algum deslize no trabalho que atire a primeira pedra. Mesmo depois de errar em algo importante, é possível reverter a situação.
 
“O erro é o norteador para o crescimento da sua carreira”, diz Alessandra Assad, professora de gestão de pessoas da FGV de Curitiba.
 
Saiba o que fazer para recuperar o caminho depois de entrar na contramão.
 
Comunique imediatamente aqueles que foram afetados pelo equívoco “Antecipe-se e avise da falha o quanto antes para não gerar um efeito cascata e fazer com que essa informação errada chegue a um número ainda maior de pessoas”, diz a coach Eva Hirsch Pontes.
 
Trace uma estratégia “Para ser perdoado, mostre o que está fazendo para garantir que isso não se repita”, diz Larissa Meiglin, assessora de carreira da Catho. Demonstre o que mudou nos seus processos para quem foi prejudicado. Isso ajuda a reconquistar a confiança.
 
Mantenha a calma Tentar negar ou esconder o erro só mostra imaturidade e falta de controle emocional. Também é importante assumir o erro e não terceirizar a culpa. Se precisar, vá ao banheiro, respire fundo, jogue uma água no rosto.
 
Você S/A. 
Nota:
 
Companheiros (as) ainda por longo período permanecerei ausente da cidade do Rio de Janeiro, portanto, conto com a compreensão de vocês retornarei a regularidade das mensagens assim que tiver oportunidade.


Obrigado pela compreensão e apoio a este blog.
Marcio Santiago Vaitsman



Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As informações disponibilizadas nesse Blog são de caráter genérico e sua utilização é de responsabilidade exclusiva de cada leitor.