Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

9 de maio de 2016

Desligar não é desenergizar.


A NR 10 indica o que já sabemos, priorizar sempre a proteção por meio do EPC em relação ao EPI, principalmente por meio da desenergização, e quando não for possível, trabalhar com a tensão de segurança (uma tensão tolerável pelo ser humano não superior a 50 volts em corrente alternada, ou 120 volts em corrente contínua, entre fases ou entre fase e terra).
 
Porém, um erro comum que vem vitimando diversos trabalhadores, é achar que desligar e desenergizar são sinônimos. Na verdade, o desligamento é um dos passos da desenergização.
 
Vamos às etapas:
 
1. Seccionar! Ou seja, desligar o circuito final do equipamento ou setor em que vamos trabalhar, e dos circuitos paralelos a este;
 
2. Desligar o circuito principal: Vamos entender este passo. Estou dizendo para desligar o circuito do equipamento em que vamos trabalhar e os demais paralelos a este, e depois desligar o principal, que desligaria todos.
 
Mas para quê precisamos desligar o da máquina e os paralelos, se teoricamente ao desligarmos o circuito principal não haveria mais energia? Isto é necessário, pois se desligarmos o disjuntor da máquina e os outros paralelos a esta, teremos isolado a área de trabalho, e desta forma não haverá a possibilidade de uma energização acidental dos circuitos vizinhos;
 
3. Bloquear o sistema para evitar que seja religado acidentalmente: Esta etapa é essencial e muitas vezes deixada de lado, pois seria necessário realizar algum tipo de proteção, como por exemplo, utilizando um cadeado para impedir a reenergização.
 
No entanto, como o serviço é “rapidinho” alguns pensam: “não precisa, só vai dar trabalho e ninguém vai mexer”. O problema é que mexem e talvez “rapidinho” tenhamos um acidente fatal;
 
4. Constatar a ausência de tensão com equipamento apropriado, com isolamento compatível com a rede, ou seja, mesmo com tudo desligado, precisamos verificar se não há mesmo tensão;
 
5. Instalar sistema de aterramento temporário: Consiste em ligar o aterramento às instalações desligadas ao potencial da terra, protegendo o trabalhador no caso de energia residual no sistema. Este passo sofre do mesmo mal do item 3, a “síndrome do rapidinho”.
 
6. Realizar a proteção dos elementos energizados existentes na zona controlada (de acordo com a NR 10: Zona Controlada é o entorno de parte condutora energizada, não segregada, acessível, de dimensões estabelecidas de acordo com o nível de tensão, cuja aproximação só é permitida a profissionais autorizados).Ou seja, realizar o isolamento dos elementos energizados do entorno; para que não haja um contato acidental;
 
7. Instalar a sinalização de impedimento de reenergização;
 
8. Isolar a área para evitar que pessoas não autorizadas se aproximem e se exponham aos riscos da eletricidade.
 
A partir de hoje verifique se a sua empresa não está apenas desligando e, infelizmente, ainda possibilitando um acidente do trabalho.
 
Marcel Amorim/ABRACOPEL/RN e Mário Sobral/J.O Segurito.
 
Nota:
Companheiros (as) ainda por longo período permanecerei ausente da cidade do Rio de Janeiro, portanto, conto com a compreensão de vocês retornarei a regularidade das mensagens assim que tiver oportunidade.
 
Obrigado pela compreensão e apoio a este blog.
 
Marcio Santiago Vaitsman
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As informações disponibilizadas nesse Blog são de caráter genérico e sua utilização é de responsabilidade exclusiva de cada leitor.