Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

4 de julho de 2016

PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA DO TRABALHO - ÔNUS E BÔNUS DE TRABALHAR NO SEGMENTO.


O ÔNUS

Resistência dos funcionários á mudança:

Tudo que é novo assusta! E com a implantação de medidas de segurança do trabalho não é diferente. É e sempre será um desafio constante levar ás pessoas a adotarem práticas seguras no trabalho. É um trabalho moroso e cansativo, más que quando alcançamos o resultado esperado nos causa grande alegria!

Resistência do empregador á mudança:

Além da mudança assustar, nesse caso ainda tem um agravante. O agravante é que normalmente muitos empregadores ainda veem segurança do trabalho como gasto e não como o investimento que é!

Estima-se que para cada real investido em segurança do trabalho são economizados outros 3 ou mais com redução de gastos com acidente de trabalho, recuperação do acidentado, medicamentos, reabilitação, etc.

Acidente de trabalho:

Mesmo fazendo um bom trabalho dependendo do tamanho da empresa é impossível chegar ao “zero acidente”. Vemos com isso que temos que nos preparar para agir e não somente lamentar quando ele acontecer.

É preciso deixar a inocência de lado quando dizemos “índice zero de acidentes”! O conceito de acidente de trabalho é muito amplo. Repito, é impossível chegar ao índice zero de acidente se tomarmos como base a própria legislação pertinente, e, aliás, tomar o conceito da legislação como base não é escolha, é obrigação!

O número de acidentes nas placas das empresas é real?

Ações regressivas:

É o meio que o INSS usa para ressarcir as despesas do Órgão com o pagamento de benefícios previdenciários relacionados a acidentes de trabalho, como pensões por morte e aposentadoria por invalidez, decorrentes de condutas culposas das empresas ao deixarem de cumprir as normas de segurança no ambiente de trabalho.

Adicionais de insalubridade e periculosidade:

Apesar de necessário o pagamento de insalubridade, principalmente ele, é bastante questionável pelo menos para mim. Vamos raciocinando juntos para que entenda meu questionamento.

Quanto vale a saúde de uma pessoa?

Quanto vale os efeitos danosos de determinado agente insalubre destruindo á saúde de uma pessoa?

O curioso é notar que alguns trabalhadores preferem trabalhar no ambiente insalubre e assim receber o adicional de insalubridade do que eliminar o agente insalubre que automaticamente, elimina o pagamento da insalubridade.

Acredito que o pagamento de insalubridade deveria ser um mal necessário somente em ambientes onde não fosse possível eliminar o agente insalubre. Adicionais de insalubridade não pagam a saúde do trabalhador.

Nestor Neto


Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As informações disponibilizadas nesse Blog são de caráter genérico e sua utilização é de responsabilidade exclusiva de cada leitor.