Mais uma tragédia anunciada por descaso dos governantes.




Infelizmente, mais um incêndio que destrói nossa historia, e aqui fica a pergunta de um Prevecionista. Onde será o próximo?


Esses incêndios, todos sabemos não ser novidade no Brasil, a muitos anos deparamos com esse tipo de noticia, primeiro deles foi o Museu de Artes Moderna do Rio, mas, parece que não serviu para conscientizar as autoridades em elaborar planos de Emergência Combate a Incêndio, visando preservar património e acervos de interesso da comunidade cientifica internacional.

Depois ocorreu o incêndio do Museu da Língua Portuguesa em São Paulo, dos que me lembro no momento, inclusive com a morte de um soldado do CBM/SP, Ronaldo Pereira, mas parece que para as autoridades é um episódio normal, limitam se a dar desculpas que não convence ninguém.

Após essas tragédias, as autoridades vêm a publico de forma sórdida apenas para se justificarem, informando que o ocorrido teve como causa o curto circuito ou guimba de cigarro e, que os Museus possuíam todos os requisitos necessários para a segurança do acervo e blá, blá, mas, para quem conhece a problemática, sabe que não passa apenas de livrar a pele da responsabilidade que lhe são devidas. 

Mais uma vez eu pergunto: O Museu possuía uma equipe de Técnicos Especializados em Prevenção de Acidente?

Enquanto as autoridades constituídas destes pais não se consciencializarem da importância da Prevenção, infelizmente continuaremos a chorar perdas incalculáveis de acervo patrimoniais e vidas humanas.

Márcio Santiago Vaitsman

Comentários

Postagens mais visitadas

O USO DO LEITE COMO DESINTOXICANTE NAS INDÚSTRIAS – DDS.

Fábula da xícara cheia – DDS de reflexão.

QUANTO CUSTA UM ACIDENTE? – DDS