Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2018

Afinal, Carnaval é feriado?

O Carnaval é a uma festividade reconhecidamente importante no Brasil, tanto culturalmente quanto economicamente, uma vez que movimenta um grande número de turistas pelo país.
Embora muitos acreditem que o período seja um feriado prolongado, ele não está elencado como feriado nacional.
O período pode até ser considerado feriado estadual ou municipal em alguns locais, mas, para isso, necessita de amparo legal.
O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão editou uma portaria (Portaria n° 468, de 22de dezembro de 2017) para tratar do trabalho durante as festividades, na qual considera ponto facultativo os dias 12 e 13 de fevereiro (segunda e terça-feira de Carnaval) e dia 14 (Quarta-feira de Cinzas) até às 14h.
O documento é válido para os órgãos e entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo. Mas pode ser referência para as empresas em geral.
Para que o trabalhador não tenha problemas, é necessário verificar a lei estadual e municipa…

Como saber se o seu trabalho é insalubre e o valor do adicional.

O trabalho insalubre é o executado em determinadas circunstâncias que o tornam prejudicial à saúde. Essas condições estão previstas na NR (Norma Regulamentadora) nº 15, da Portaria n. 3.214/78, do Ministério do Trabalho.
A atividade realizada nessas situações dá o direito a um adicional de 10, 20 ou 40%, conforme a insalubridade seja considerada pela NR 15, de grau mínimo, médio ou máximo, respectivamente. Essa porcentagem deve ser calculada com base no salário mínimo e não no salário efetivamente recebido.
Assim para saber se um trabalho é insalubre é preciso verificar se as condições nas quais ele é exercido estão previstas na NR 15. De um modo geral, as situações que podem dar direito ao adicional de insalubridade se relacionam a uma das seguintes causas: ruídos ou exposição ao calor acima de um limite de tolerância, exposição a radiações ionizantes ou não ionizantes, trabalho sob condições hiperbáricas, exposição a frio, calor ou umidade e contato com agentes químicos, biológicos ou…

Por que janeiro é o mês menos produtivo – e o que fazer para mudar isso.

Janeiro pode ser um mês bastante decepcionante. Você está retornando da diversão das festas e do recesso e precisa voltar a trabalhar. As metas de ano novo se mostram mais difíceis de cumprir do que você imaginava.
Um estudo realizado nos Estados Unidos pela plataforma de gerenciamento de projetos Redbooth mostrou que, por lá, janeiro é o mês menos produtivo para os profissionais – que cumprem apenas 7,2% das tarefas do ano (se dividirmos todas as tarefas igualmente pelo ano, deveríamos concluir 8,3% por mês). Fevereiro é apenas um pouco melhor, com uma produtividade de 7,6%. No Hemisfério Norte, o inverno também ajuda a puxar os números para baixo, mas por aqui, o auge do verão também pode atrapalhar bastante a sua capacidade de se concentrar.  Mas em vez de apenas sofrer com sua falta de produtividade, confira quatro estratégias para te ajudar a manter o foco no primeiro mês do ano, listadas pela Fast Company.
1. Foque nos cuidados pessoais:
Ser produtivo significa entender suas forças …

Nota FENATEST 02.18 Repudio ao Governo Federal.

NOTA DE REPÚDIO AO TEOR DO DECRETO Nº 9.262/2018 QUE EXTINGUE CARGO DE TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO NO SERVIÇO PÚBLICO.
Destinatário: Comunidade em Geral
A Diretoria da Federação Nacional dos Técnicos em Segurança do Trabalho – FENATEST repudia de forma veemente a publicação do Decreto nº 9.262, de 9 de janeiro de 2018 (DOU do dia 10/01/2018 – Nº 7, Seção 1, pág. 5), pelo Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Michel Temer.
Tal Decreto extinguiu, dentre outros, cargos de TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO no âmbito da administração pública federal direta, autárquica e fundamental. O profissional de Técnico de Segurança do Trabalho é essencial para o desempenho de gestão da prevenção de acidentes, doenças do trabalho e qualidade de vida e organização eficiente das funções de qualquer órgão gestor, seja no setor público ou privado, nas condições que o governo legisla, e tem a função constitucional convencionado pela OIT, para cumprir e fazer cumprir com ambiente e trabalho digno,…

Trabalhador que entra em área de risco por poucos minutos também ganha adicional.

Trabalhador que ingressa em área de risco todos os dias, ainda que por pouco tempo, tem direito ao adicional de periculosidade.
A decisão é da 3ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho ao condenar uma empresa a pagar o adicional a um ajudante geral que entrava várias vezes no almoxarifado durante a jornada, mas por poucos minutos em cada passagem.
De acordo com o colegiado, apesar do tempo de exposição ser pequeno, ocorria várias vezes ao dia, deixando de ser uma situação eventual e passando à exposição habitual. Dessa forma, não pode ser aplicado ao caso o item I da Súmula 364 do TST, que, nas hipóteses de tempo extremamente reduzido, afasta a percepção do adicional.
O empregado alegou que, ainda que o contato com agente perigoso fosse por tempo reduzido, ele ocorria de forma contínua, habitual e permanente. Disse ter trabalhado com substâncias nocivas à saúde, como graxa, cola e diversos produtos químicos, sem que a empresa fornecesse Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) de forma…

Projeto restabelece a garantia de afastamento de gestante e de lactante de atividades insalubres.

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 8304/17, que restabelece a garantia de afastamento da gestante e da lactante de atividades insalubres na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT – Decreto Lei 5.452/43).
Esse ponto da legislação havia sido alterado pela reforma trabalhista aprovada pelo Congresso (Lei 13.467/17), que permite o trabalho em local insalubre se o atestado médico assim autorizasse.
Autor do projeto, destaca que a mudança pôs em risco à saúde das gestantes e dos bebês. “É uma verdadeira perversidade permitirem que grávidas e lactantes trabalhem em locais que representem risco à vida; é um retrocesso e uma desumanidade”.
Fica liberado o trabalho em ambientes como minas, pedreiras, estações de tratamento de esgoto, frigoríficos, ambientes sujeitos à radiação química, descargas elétricas, excesso de ruídos, umidade, mofo e gases químicos.
Esse ponto da reforma trabalhista também foi alterado pela Medida Provisória 808/17, enviada pelo governo ao Congresso. Para …

O Leão e o Rato - Reflexão.

Certo dia estava um Leão a dormir a sesta quando um ratinho começou a correr por cima dele.
O Leão acordou, pôs-lhe a pata em cima, abriu a bocarra e preparou-se para engoli-lo.
- Perdoa-me! - gritou o ratinho - Perdoa-me desta vez e eu nunca o esquecerei. Quem sabe se um dia não precisarás de mim?
O Leão ficou tão divertido com esta ideia que levantou a pata e o deixou partir.
Dias depois o Leão caiu numa armadilha.
Como os caçadores o queriam oferecer vivo ao Rei, amarraram-no a uma árvore e partira à procura de um meio para o transportarem.
Nisto, apareceu o ratinho.
Vendo a triste situação em que o Leão se encontrava, roeu as cordas que o prendiam.
E foi assim que um ratinho pequenino salvou o Rei dos Animais.
Moral da história:
Não devemos subestimar os outros.

Em 2018 - Cause boa impressão no primeiro dia de trabalho.

Quer causar boa impressão no primeiro dia de trabalho na nova empresa? Confira as dicas dos consultores em RH e gestão empresarial:
Preocupe-se com seu visual, usar roupas adequadas é essencial; esteja aberto a aprender;
Esteja preparado para brincadeiras nesses dias. Dependendo das pessoas, isso pode ser muito comum;
Esteja aberto a falar sobre você e sua vida profissional.

No ambiente de trabalho, as pessoas tendem a lançar mão desses “recursos" para se tornarem mais próximas; seja simpático;
Saiba que, da mesma forma que, para você tudo é novidade, você também é a novidade do momento;
Se esforce para agradar, mas não force a barra;
Na hora do almoço, tente se enturmar, mas sem impor sua presença;
Aproveite os primeiros dias para perguntar e tirar o maior número de dúvidas que tiver;
Não saia expondo suas posições mais apaixonadas de forma ostensiva; seja o máximo autêntico possível;
Procure entender bem quais são suas obrigações e responsabilidade e busque atendê-las;
Saiba ouvir seu che…

ANO NOVO CHEGOU – Vamos refletir.

Hoje é o dia que dá início a um novo ano. É o dia primeiro. Todos querem iniciar mais um ano com esperanças renovadas. É um momento de alegria e confraternização.
As rogativas, em geral, são para que se tenha muito dinheiro no bolso, saúde pra dar e vender. Mas será que se tivermos tudo isso teremos a garantia de um ano novo cheio de felicidade?
Se Deus nos dá saúde, o que normalmente ocorre é que tratamos de acabar com ela em nome das festas.
Seja com os excessos na alimentação, bebidas alcoólicas, tabaco, ou outras drogas não menos prejudiciais à saúde. Não nos damos conta de que a nossa saúde depende de nós. Dessa forma, se quisermos um bom ano, teremos que fazer a nossa parte.
Se pararmos para analisar o que significa a passagem do ano, perceberemos que nada se modifica externamente. Tudo continua sendo como na véspera.
Os doentes continuam doentes, os que estão no cárcere e permanecem encarcerados, os infelizes continuam os mesmos, os criminosos seguem arquitetando seus crimes, e assi…