Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

Um pouco da historia da regulamentação da profissão de Técnico em Segurança do Trabalho.

Em 1978, o saudoso Supervisor de Segurança Flávio Sussekind, em conversa amistosa comigo, que era Vice Presidente da ASTERJ e vendo o esforço que eu fazia para elaborar um texto visando tentar regulamentar a profissão de Técnico em Segurança do Trabalho, disse também ter feito um esboço de uma Anti Projeto Lei que visava a regulamentação da profissão, na forma que eu havia pensado e conversado com ele e, que seria útil para valorizar a nossa classe, dessa forma disse ele - você e eu poderíamos nos unir e fazer um único projeto.

Convidou-me para ir a sua casa no bairro de Ipanema/RJ, onde mostrou o  esboço elaborado por ele do Anti Projeto de Lei e eu apresentei o que eu havia também elaborado, após leitura dos textos, naquele momento, fizemos várias observações nos esboços de cada um, suprimimos e acrescentamos itens e falou para que eu levasse comigo e com calma moldasse itens do texto conforme minha conveniência, pois ele não estava com tempo vago em sua agenda, já que era advogado …

Publicações Técnicas Relacionadas com a Segurança do Trabalho que provocou a tomada de posição do governo federal em legislar sobre o tema.

Publicações Técnicas Relacionadas com a Segurança do Trabalho, as quais fazem parte do acervo da biblioteca da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - Fundacentro – São Paulo/Brasil.
Sinceramente sinto orgulho em deixar estes trabalhos publicados para os futuros amantes da Prevenção do Estado brasileiro.
Marcio Santiago Vaitsman
Titulo 1.

A PROBLEMATICA DOS ACIDENTES DE TRABALHO RELACIONADA COM OS MOTORISTAS RODOVIÁRIOS DE PASSAGEIROS.

Dados do Documento:

Chamada: *As Veq (207) C749a p. 486-488 1978

Idioma: PORTUGUÊS

Tipo de Documento: Analítico – LIVRO

Fonte: INCLUÍDO NOS ANAIS DO XVII CONGRESSO NACIONAL DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DO TRABALHO.

Autores: LUCA, CARLO LUCIANO DE VAITSMAN, MARCIO SANTIAGO

Responsabilidade: Carlo Luciano de Luca; Marcio Santiago Vaitsman

Edição: São Paulo:FUNDAÇÃO JORGE DUPRAT FIGUEIREDO DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO FUNDACENTRO, 1978.

Descrição Física: p. 486 De-488

Assuntos: Ônibus/ historia acidentes do trabalho/ transporte rodoviá…

Índio sabido - Para Reflexão

Estava o Índio indolentemente sentado a beira do rio, pescando, quando chegou o homem branco. Foi chegando de mansinho, parou a certa distância e se pôs a observar.
Viu o Índio pôr isca no anzol calmamente, depois atirá-lo na água, olhar sonhadoramente para os círculos que se formavam e desapareciam na corrente e, fincar a vara na margem barrenta do rio, espreguiçar-se, recostar-se e esperar pacientemente.
Viu o ligeiro movimento da linha, depois mais rápido, mais rápido - até atrair a atenção do Índio.
Viu o Índio curvar-se para a vara, segurá-la, observar o vaivém da linha cada vez mais rápida, cada vez mais forte, e de repente, num pânico movimento brusca, felina, viril, sacar das águas um belo peixe de uns dois quilos.
E quando viu o Índio comer o peixe, jogar fora a vara para o lado e espichar-se na relva, acercou-se:
Como? Não vai pescar mais?
- Não.
Por quê?
- Já comi. Agora vou descansar.
Mas você pescou um peixe e tanto num instante...
- Pesquei.
Podia pescar outros ...
- Pra quê?
Po…

Comunique-se para integrar - DDS.

Para as empresas de modo geral, a comunicação é a principal ferramenta para estabelecer parcerias e comprometimentos entre todas as pessoas, independente de seu nível dentro da organização, sempre é tempo para melhorarmos o sistema de comunicação, primeiro para manter o estímulo à motivação e ao comprometimento e segundo para consolidar o processo de melhoria contínua.
Quanto melhor for a comunicação, maior será a possibilidade de acerto e melhor será o acompanhamento dos resultados alcançados.
Para uma boa comunicação é necessário que se garanta os seguintes critérios:
Cultivar o respeito entre pares, líderes e liderados; Estabelecer ambiente de cordialidade receptividade permanentemente;
Saber ouvir o colega, o subordinado ou chefe é fundamental;
Ninguém é tão autossuficiente que não precise aprender nada, e ninguém é tão deficiente que não possa contribuir com nada;
Todas as pessoas têm valores que precisam ser preservados e o comportamento, caminho comum final, deve ser permanentemente …

Situações equiparadas a acidente do trabalho.

Acidente do trabalho é aquele que ocorre no exercício de atividade a serviço da empresa e provoca lesão corporal ou perturbação funcional, que pode causar a morte, a perda ou a redução permanente ou temporária da capacidade para o trabalho.
Consideram-se, também, como acidente do trabalho:
1. Doença profissional: assim entendida a produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho peculiar a determinada atividade e constante da respectiva relação elaborada pelo Ministério do Trabalho e da Previdência Social;
2. Doença do trabalho: assim entendida a adquirida ou desencadeada em função de condições especiais em que o trabalho é realizado e com ele se relacione diretamente, constante da relação mencionada no item 1 acima.
A relação de agentes patogênicos causadores de doenças profissionais ou do trabalho estão relacionadas no anexo II do Regulamento da Previdência Social – RPS.
Situações Equiparadas a Acidente do Trabalho:
O art. 21 da Lei 8.213/91 dispõe as situações que se equiparam também…

PEQUENOS FERIMENTOS - DDS

Quando dizemos que fulano se machucou ontem, queremos dizer que algo de sério aconteceu com ele. Normalmente não consideramos arranhão, uma pancada na cabeça, uma pancada na cocha como machucado ou ferimento. Ao pensarmos assim, estamos parcialmente certos, mas parcialmente errados também.
Os pequenos ferimentos não nos preocupam porque não nos afastam do trabalho, nem requer internação. Isto é verdade desde que tomemos pequenas medidas para que a coisa não fique grave.
Quantos exemplos temos aqui para mostrar que aqueles pequenos ferimentos pode ser um princípio de um problema sério ( deixe a turma citar casos em família ).
Existem milhares de casos em todo o Brasil em que pessoas não deram a devida importância daqueles pequenos ferimentos e que mais tarde teve uma perna amputada, um órgão extraído ou mesmo até a morte, porém tais casos não são divulgados.
Um jogador americano recebeu um forte bloqueio de corpo no meio do campo. Saiu do jogo sentindo-se muito bem e depois de algum tempo …