Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

31 de março de 2016

O que é uma fraude trabalhista e seus tipos mais frequentes.


Fraude trabalhista é todo ato destinado a desvirtuar ou impedir a aplicação da legislação do trabalho. Esses atos são considerados nulos pela CLT, o que significa dizer que uma vez demonstrada a existência de uma fraude, esta deixa de produzir os efeitos pretendidos por quem a praticou.
 
Um exemplo comum de fraude trabalhista é a produção de cartões de ponto pelo empregador com horários diferentes daqueles de fato trabalhados, com objetivo de não pagar horas extras.
 
Já em relação em ao trabalhador, uma das fraudes mais comuns é a apresentação de atestados médicos falsos com o objetivo de não ter descontado o dia que não compareceu ao trabalho.
 
Outra fraude comum é o pedido de demissão disfarçado de uma dispensa sem justa causa. Isto ocorre quando o funcionário pretende pedir demissão, mas para receber o seguro desemprego e sacar os depósitos do FGTS, a empresa faz sua rescisão como se ele tivesse sido dispensado, exigindo no entanto que sejam devolvidas as verbas rescisórias, como a multa de 40%.
 
Por último, embora não signifique propriamente uma fraude, pode acontecer do trabalhador, ao ajuizar uma reclamação trabalhista, inflar seus pedidos a fim de obter um acordo mais vantajoso – devido a certa generalização de pedidos de danos morais, principalmente em virtude de assédio moral. Ao fazer esse tipo de pedido, o empregado pode livremente estipular o valor que pretende pleitear, uma vez que não existe critério objetivo para a fixação dessa espécie de dano.
 
Exame.com
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

A bagagem de cada um – DDS de Reflexão.

Quando sua vida começa, você tinha apenas uma mala pequenina de mão... À medida que os anos vão passando, a bagagem vai aumentando porque existem muitas coisas que você recolhe pelo caminho, coisas que você pensa que são importantes...
 
A um determinado ponto do caminho, começa a ficar insuportável carregar tantas coisas; pesam demais...
 
Então, você pode escolher:
 
Ficar sentado a beira do caminho, esperando que alguém o ajude, o que é difícil, pois todos que passarem por ali já terão sua própria bagagem...
 
Você pode ficar a vida inteira esperando, até que seus dias acabem, ou pode aliviar o peso, esvaziar a mala.
 
Mas, o que tirar? Você começa tirando tudo para fora...
 
Veja o que tem dentro: Amor, amizade... Nossa!
 
Tem algo pesado... Você faz força para tirar... Era a raiva - como ela pesa!
 
Aí, você começa a tirar e aparece à incompreensão, o medo, o pessimismo... Nesse momento, o desânimo quase te puxa pra dentro da mala.
 
Mas você puxa-o para fora com toda a força e, no fundo, aparece um sorriso, sufocado no fundo da bagagem...
 
Pula para fora outro sorriso e mais outro. E aí, sai a felicidade... Então, você coloca as mãos dentro da mala de novo e tira pra fora a tristeza...
 
Agora, você vai ter que procurar a paciência dentro da mala, pois vai precisar bastante...
 
Procure então o resto: força, esperança, coragem, entusiasmo, equilíbrio responsabilidade, tolerância e o bom e velho humor.
 
Tire a preocupação também. Deixe-a de lado. Depois, você pensa o que fazer com ela...
 
Bem, sua bagagem está pronta para ser arrumada de novo.
 
Mas, pense bem o que vai colocar lá dentro de novo, hein?
 
Agora, é com você!
 
E não se esqueça de fazer isso mais vezes, Pois o caminho é muito longo...
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

30 de março de 2016

ATIVIDADE FÍSICA - DDS.


A Atividade física é a maneira pela qual fazemos com que nosso corpo se movimente.
 
A atividade física busca tornar as pessoas mais autoconfiantes, menos deprimidas e com mais resistência, levando a uma longevidade ou tempo de vida maior, diminuindo a morte precoce (antes dos 50 anos).
 
A inatividade faz com que as pessoas morram jovens, por problemas do coração na maioria das vezes. O coração é um músculo e por isso precisa estar sempre em forma.
 
Qualquer pessoa pode ficar em forma praticando uma atividade física após consultar um médico.
 
É necessário que a atividade física seja praticada devagar, especialmente no início, pois o corpo e a mente levam certo tempo para se acostumarem às tensões das atividades físicas.
 
Em várias empresas brasileiras, foram adotadas e aplicadas as conhecidas ginásticas laborais durante o período normal de trabalho, onde o setor paralisa suas atividades por alguns minutos e todos participam de exercícios estrategicamente elaborados por profissionais visando à eliminação do stress, com resultados positivo para o empregado e empregador.
 
Outras preferem iniciar seus exercícios laborais logo no início do expediente, na hora da aplicação do DDS, também com ótimos resultados.
 
O importante e praticar exercício regularmente, evitando-se dessa forma dores nas articulações do pescoço, coluna vertebral, dentro outras.
 
Pratique exercícios regularmente, pelo menos de duas a quatro vezes por semana, a sua saúde agradece.
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

 

29 de março de 2016

CAMINHÃO MUNCK - DDS.

Procedimentos seguros para levantamento e movimentação de cargas com o caminhão Munck.
 
Vocês devem saber que o Munck é um guindaste comandado hidraulicamente e instalado sobre o chassi de um caminhão, com grande utilização na movimentação, remoção, levantamento e transporte de cargas relativamente leve.
 
Somente pessoas habilitadas com Carteira Nacional de Habilitação, categorias C, D ou E, podem conduzir o caminhão Munck.
 
Antes do inicio da atividade, verifique se as pessoas são treinadas e autorizadas para operar o caminhão Munck.
 
A utilização do caminhão Munck é limitada de acordo com sua capacidade e com o tipo de carga que será movimentada, cabe ao Técnico em Segurança, supervisor ou operador do Munck analisarem a viabilidade de sua utilização antes de iniciar o serviço.
 
A área do piso onde serão apoiadas as sapatas deve ser plana e firme e só colocar calços resistentes sob as sapatas se houver necessidade de pequena correção do nível do caminhão, verificar se os freios estão acionados e com as rodas calçadas.
 
A área coberta pelo raio de ação da lança e da carga deve ser isolada, sinalizada com cones e livre de quaisquer obstáculos e não permitir o trânsito de pessoas no local.
 
Para casos de operação perto de redes elétricas ou equipamentos energizados e, ou valas e escavações são necessárias redobrar a atenção de todos envolvidos na operação.
 
Antes de se iniciar qualquer operação de carga ou descarga em valas e escavações, o pessoal que estiver trabalhando naqueles locais deve ser removido, e só deve retornar ao término da operação.
 
Utilize somente eslingas de cabo de aço, cintas ou outro dispositivo específico para içamento da carga. Nunca utilize cordas para o içamento de cargas, elas deverão ser utilizadas apenas para posicionar/direcionar a carga.
 
É obrigatória a existência da trava de segurança no gancho.
 
Nunca permanecer sobre a carroçaria na área de alcance da lança enquanto a mesma estiver em movimento ou permaneça sob a cargas suspensas.
 
O operador nunca deve abandonar o Munck com a carga suspensa.
 
Não arrastar cargas, porque o guincho do Munck não foi projetado para tracionar, e sim para efetuar levantamento vertical.
 
Nunca movimentar o veículo com a carga suspensa, pois a estabilidade do mesmo ficará seriamente reduzida, gerando risco de queda da carga sobre pessoas ou equipamentos.
 
A movimentação do caminhão Munck de uma área para outra deve ser feita com as patolas e lanças recolhidas e posicionadas em seu berço de apoio.
 
O operador deverá posicionar-se em local mais afastado possível da área de atuação da lança, preservando sua segurança e de frente para a movimentação do equipamento.
 
O caminhão Munck deverá ser equipado com comandos duplos em ambos os lados do veículo e, com uma tabela de carga impressa fixada no caminhão.
 
Inspeções periódicas devem ser realizadas nos ganchos, a fim de detectar possíveis deformidades.
 
Inspecionar o estado dos cabos, cintas ou quaisquer outros dispositivos que serão usados antes do inicio do içamento da carga.
 
É nos momentos de decisão que você mostra a sua capacidade profissional.
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.
 

28 de março de 2016

Acidente de trabalho pode render pensão vitalícia?

Dúvida: Sofri um acidente de trabalho que me deixou incapacitado. Tenho direito a requerer pensão vitalícia?

O acidente de trabalho é o infortúnio sofrido pelo trabalhador a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte, perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho.

Se o empregado sofre acidente do trabalho que o deixa incapacitado, ele receberá pelo INSS o benefício do auxílio-doença acidentário enquanto persistir essa condição. Caso se torne permanente, não havendo perspectiva de recuperação, o benefício será convertido em aposentadoria por invalidez.

Além do benefício previdenciário, o colaborador também poderá exigir do empregador uma pensão mensal vitalícia, a título de indenização pela perda sua capacidade para trabalhar. Porém, essa pensão apenas será devida se o empregador agiu com culpa para a ocorrência do acidente ou se o empregado trabalhava em uma atividade considerada de risco. Caso contrário, não será devida a pensão vitalícia, mas somente o benefício previdenciário.

Exame.com


Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

Importante saber sobre derrame cerebral – DDS.


Melhor saber que pecar pela ignorância, nunca se sabe quando vai servir a informação adquirida em tempos de tranquilidade, recebi em meu correio e posto neste blog para que possamos compartilhar desse tipo de informação que considero importante saber.
 
No diagnostico de Derrame Cerebral gora existe mais um quarto indicador:
 
A LÍNGUA:
 
Em caso de desconfiança de Derrame Cerebral: memorize as três primeiras letras... S.T.R.
 
Neurologistas dizem que se levarem uma vítima de derrame dentro das primeiras três horas para o hospital, podem reverter os efeitos do derrame cerebral totalmente. Eles dizem que o segredo é reconhecer o derrame, diagnosticá-lo e iniciar os procedimentos médicos o mais rápido possível.
 
RECONHECENDO UM DERRAME:
 
Muitas vezes, os sintomas de um derrame são difíceis de identificar. Infelizmente, nossa falta de atenção, torna-se desastrosa.
 
A vítima do derrame pode sofrer severa consequência cerebral quando as pessoas que presenciaram o fato e falham em reconhecer os sintomas de um derrame.
 
Agora, os médicos dizem que uma pessoa qualquer pode reconhecer um derrame fazendo à vítima estas três simples perguntas:
 
S* (Smile) Peça-lhe que SORRIA.
 
T* (Talk) Peça-lhe que FALE ou APENAS DIGA UMA FRASE SIMPLES. (com coerência)(ex : Hoje o dia está ensolarado).
 
R* (Rise your arms) Peça-lhe que levante AMBOS OS BRAÇOS.
 
Se ele ou ela têm algum problema em realizar qualquer destas tarefas, chame a emergência imediatamente e descreva-lhe os sintomas, ou vão rápido à clínica ou hospital.
 
NOTA: Novo Sinal de derrame é a Língua.
 
Peça à pessoa que ponha a língua para fora. Se a língua estiver torcida e sair por um lado ou por outro, é também sinal de derrame.
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele. 

24 de março de 2016

Feliz Páscoa, queridos amigos (as).

Meus queridos amigos (as), é tempo de celebrar a vida, o amor e a esperança, pois chegamos a está época maravilhosa que é a Páscoa!
 
Ter amigos tão especiais como vocês é das maiores bênçãos que alguém pode desejar. É mais uma alegria para juntar à comemoração de uma data tão extraordinária quanto essa.
 
Nesta época celebramos a vitória do amor do nosso Salvador que se transformou em triunfo sobre a própria morte. E eu desejo que todos os sonhos de amor e paz triunfem sobre qualquer dificuldade.
 
Feliz Páscoa, meus queridos amigos (as)! É tempo de renovação, de renascimento, e nesse espírito eu espero que suas vidas renasçam carregadas de doces surpresas, muito amor, muita paz, muita saúde e muita amizade!
 
Uma excelente Páscoa a todos os prevencionistas seguidores deste blog.
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

22 de março de 2016

Como deve ser o meu “futuro”?


Se essa pergunta já passou na sua cabeça estamos no mesmo barco. Quando falamos de “FUTURO” rapidamente pensamos em tecnologias inovadoras presentes em nossas vidas como Smart Phone, Tablet, Smart TV, entre outros, assim sendo, por que não incorporar nos produtos para prevenção?
 
Existem diversos EPI’s com estudos avançados em “tecnologia embarcada”, mas a realidade no cenário atual é polêmica, pois existem fatores que não contribuem para os desenvolvimentos neste setor, por exemplo, os testes e certificações de alto custo, afinal, são produtos para salvar e não tirar vidas.
 
Em ambientes com gases ou deficiência de oxigênio como o cenário de um incêndio, os guerreiros bombeiros estarão entrando para combater e resgatar vidas. Para isso, utilizam diversos equipamentos de proteção que podem chegar a um peso aproximado de 30kg.
 
No entanto, um novo design de capacete poderá dar a eles a capacidade de ver através da fumaça e ouvir além do som das chamas.
 
Este conceito de visor e capacete oferece funções integradas que atualmente só estão disponíveis em aparelhos separados – como sensores térmicos portáteis e dispositivos de comunicação.
 
Então em vez de ter que rastejar sob a fumaça enquanto verifica um sensor térmico de mão e tenta não se perder do resto da equipe por trás de uma fumaça espessa, o bombeiro com o capacete pode apenas olhar ao seu redor com uma visão térmica.
 
O capacete transmitiria dados e vídeos do ambiente via wireless para um serviço de análise na nuvem através do dispositivo móvel de computação dos bombeiros. A partir daí, a informação processada seria distribuída para todos os membros da equipe.
 
Os dados gravados em vídeo poderiam ser usados como referência para treinamentos futuros – e talvez como evidências em processos movidos contra o departamento dos bombeiros.
 
Além disso, pode ter uma função de eliminar ruídos que seria usada para que os bombeiros abafassem o barulho do prédio em chamas enquanto tentam ouvir gritos de socorro, assim como o som de partes de madeira que estão prestes a quebrar. Isso liberaria os bombeiros para que não precisassem gritar um com o outro através de seus walkie-talkies.
 
Com todas essas funções disponíveis no equipamentos usados na cabeça, o combate ao fogo pode ficar mais seguro do que nunca isso, claro, facilitará no salvamento de vidas.
 
Rafael Gustavo
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

21 de março de 2016

TRÂNSITO: UM DESAFIO NO NOSSO DIA – A – DIA - DDS.


Estamos imersos nas hoje chamadas doenças civilizatórias. O desequilíbrio ecológico e os acidentes de trabalho, dois exemplos extremados destas moléstias são apenas duras faces do mesmo descaso com a vida. A mortandade e a selvageria nas estradas também têm o mesmo princípio.
 
A maior parte dos milhares de mortos no trânsito, certamente eram vidas produtivas, responsáveis pelo sustento de outras. Neste mundo de feridos, muitos estão inválidos.
 
O trânsito além de mutilar e abreviar vidas atinge as empresas, roubando-lhe funcionários que são treinados para determinado sistema e produção.
 
O trânsito mata dez vezes mais que a falta de sistemas de proteção nos meios de trabalho, mas é um erro visualizar estas duas realidades separadamente.
 
O mundo atual requer uma visão sistemática. A insegurança no trabalho e o desatino das estradas apenas refletem uma sociedade caótica, que se quer respeita um dos princípios básicos da vida coletiva, que é sua própria defesa e autoproteção.
 
Costumamos pensar que somos meras vítimas das imprudências e loucuras alheias ao volante. Os perigos do trânsito, conforme o senso comum são fatalidades a que nós, como espectadores, infelizmente estamos sujeitos.
 
Para a grande parte dos motoristas, driblar o imponderável é sinônimo de agir com esperteza, ora pisando mais fundo no acelerador, ora supondo que as normas de trânsito são diretrizes administrativas elaboradas para punir a transgressão dos outros.
 
Não é mau humor administrativo de um burocrata que determina a obrigatoriedade do cinto de segurança.
 
A 50 Km/h o corpo médio de uma pessoa, se o carro bater em um obstáculo, pode ser projetado contra o painel ou para-brisas pesando cerca de três mil quilos. O cinto busca evitar isso.
 
Uma causa notória dos acidentes de trânsito nas estradas diz respeito ao álcool. Considera-se que o álcool embriaga a partir da concentração de 0.8 gramas por litros de sangue.
 
Este valor corresponde a três cálices de vinho, ou então três doses de uísque. Também com três latas de cerveja se chega a este primeiro grau da bebedeira. Uma quarta dose eleva o potencial de risco para dez, e uma sexta dose para quarenta.
 
Concluímos então que a famosa saídeira - verdadeira instituição nacional - pode ser a gota que falta para uma concentração fatal.
 
Pense Nisso!
 
Se beber não dirija e se dirigir,não beba.
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

20 de março de 2016

DIFERENÇA ENTRE AS ESTRELAS E OS COMETAS - DDS DE REFLEXÃO.


Existem pessoas Estrelas e pessoas Cometas. Os Cometas passam. Apenas são lembrados pelas datas que passam e retornam. As Estrelas permanecem.
 
Assim como o Sol. Passam anos, milhões de anos, e as Estrelas permanecem.
 
Há muita gente Cometa.
 
Gente que passa pela nossa vida apenas por instantes. Gente que não prende ninguém e a ninguém se prende.
 
Gente sem amigos, gente que passa pela vida sem iluminar, sem aquecer, sem marcar presença.
 
Importante é ser Estrela.
 
Estar junto. Ser luz, calor, ser vida.
 
Amigo é Estrela.
 
Podem passar anos, podem surgir distâncias, mas a marca fica no coração.
 
O coração não quer enamorar-se de Cometas, aqueles que apenas atraem olhares passageiros.
 
Ser cometa é ser companheiro por instantes, explorar os sentimentos humanos, ser aproveitador das pessoas e das situações.
 
Solidão é resultado de uma vida cometa. Ninguém fica todos passam.
 
Há necessidade de se criar um mundo de Estrelas, para podermos contar com elas, senti-las como luz e calor.
 
Assim são os amigos, Estrelas na vida da gente. É aragem nos momentos de tensão e luz nos momentos de desânimo.
 
Ser Estrela nesse mundo passageiro, nesse mundo cheio de pessoas Cometas, é um desafio. Mas acima de tudo, uma recompensa.
 
Recompensa de ter sido luz para muitos amigos, calor para muitos corações e acima de tudo, saber que nascemos e vivemos, e não somente existimos.
 
Já pensou no que você é de verdade, Estrela ou Cometa!
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

18 de março de 2016

Minha empresa proibiu celular no trabalho. Isso é legal?


A legislação trabalhista não possui regra específica sobre a utilização de telefone celular particular no local de trabalho. Prevalece, assim, o poder do empregador de regular a forma como o trabalho deve ser prestado.
 
Isso significa que a empresa de telemarketing ou qualquer outra pode restringir o uso desses dispositivos no local de trabalho, sobretudo porque trata-se do exercício de seu poder de direção. Além disso, é comum que essa restrição seja acompanhada de uma justificativa com base na segurança do meio ambiente de trabalho ou mesmo em razões de produtividade.
 
É recomendável, contudo, que essa proibição esteja prevista no regimento interno da empresa ou mesmo em convenção ou acordo coletivo de trabalho e que seja amplamente divulgada aos trabalhadores.
 
Por fim, a restrição não deve permitir que haja discriminação entre os trabalhadores. Assim, não é possível que ela atinja uns e não outros se todos eles estiverem sujeitos às mesmas condições, como, por exemplo, exercerem a mesma função no mesmo local de trabalho.
 
Exame.
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.

17 de março de 2016

Muito legal esse discurso do ex Presidente da Coca..

Ele disse em seu discurso na hora de deixar o cargo de Presidente da gigantesca Coca Cola:
 
"Imagine a vida como um jogo em que você esta fazendo malabarismos com cinco bolas no ar."
 
Estas são: Seu trabalho, Sua família, Sua Saúde. Seus amigos e sua vida espiritual. E você tem que manter tudo isso sempre no ar.
 
Logo você vai perceber que o trabalho é como uma bola de borracha, se deixar cair ela rebaterá e irá saltar de volta.
 
Mas as outras quatro bolas: família, saúde, amigos e vida espiritual são frágeis como vidros.
 
Se você deixar cair um destas, irrevogavelmente serão lascadas, marcadas, cortes a danificando ou mesmo a quebrando. Nunca serão as mesmas.
 
Temos de entender isto: Apreciar e se esforçar para alcançar e cuidar do mais valioso.
 
Trabalhar de forma eficaz nas horas normais de trabalho e deixar o trabalho a tempo.
 
Dê o tempo necessário para sua família e amigos.
 
Exercite-se, comer e descansar adequadamente. E acima de tudo... Crescer na vida interior, espiritual, que é o mais importante, porque é eterna.
 
Shakespeare disse:
 
Eu sempre me sinto feliz, sabe por quê? Porque eu não espero nada de ninguém. Esperar sempre dói. Os problemas não são eternos, sempre têm soluções. A única coisa que não resolve é a morte. A vida é curta, por isso, adoro isso!
 
Viva intensamente e lembre-se:
 
Antes de falar... Ouça!
 
Antes de escrever... Pense!
 
Antes de criticar... Examine-se!
 
Antes de ferir... Sinta-se!
 
Antes de orar... Desculpe!
 
Antes de gastar... Ganhe!
 
Antes de desistir... Tente!
 
ANTES DE MORRER... VIVA!
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado e, quem não luta pelo seu direito, não é digno dele.