Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

FENATEST- “MENÇÃO HONROSA”.

A FENATEST – Federação Nacional dos Técnicos de Segurança do Trabalho e seus Sindicatos filiados conferem ao Senador José Sarney a presente Menção Honrosa, em comemoração aos 25 anos da regulamentação da profissão de “Técnico de Segurança do Trabalho”.
Decreto Nº 92.530 de 09/04/1986, publicado no DOU em 10/04/1986.
Brasília, 29 de março de 2011.
Nota do Blog.
PPor questão de justiça não podemos esquecer-nos de homenagear também o autor do projeto de Lei do Senado nº 5.077/81, que deu origem a Lei nº 7.410/85. Sancionada pelo Presidente José Sarney.
A Classe agradece e não pode esquecer a batalha travada na tribuna pelo Ilustre Senador Saturnino Braga, quem abraçou a causa  em favor da classe dos Supervisores de  Segurança do Trabalho e apresentou o anteprojeto de Lei transformando-os em Técnicos.
Senador “Saturnino Braga”, nossos sinceros cumprimentos também.


Marcio Santiago Vaitsman

Ecos da vida para sua reflexão.

Um pequeno garoto e seu pai caminhavam pelas montanhas. De repente o garoto cai se machuca e grita. 
- ai! Para sua surpresa escuta uma voz repetir em algum lugar da montanha. Curioso, pergunta: 
- quem é você? Recebe como resposta: 
- quem é você? Contrariado grita:
- seu covarde! Escuta como resposta:
- seu covarde! Olha para o pai e pergunta aflito.
- o que é isso? O pai sorri e fala: 
- meu filho, preste atenção! Então o pai grita em direção a montanha: 

- eu admiro você! A voz responde: 
- eu admiro você! De novo o homem grita: 
- você é um campeão! A voz responde: 
- você é um campeão!
O garoto fica espantado sem entender nada.
O pai explica: 
- as pessoas chamam isso de Eco, mas na verdade isso é a vida, ela lhe dá de volta tudo que você diz ou faz. Nossa vida é simplesmente o reflexo das nossas ações, se você quer mais amor no mundo, crie mais amor no seu coração. Se você quer mais responsabilidade da sua equipe, desenvolva a sua responsabilidade. Se você que mais tolerância das pessoas, seja mais tolera…

O CREA quer o arquivamento da PL 6179 - Dê o seu voto nesse Blog.

A pedido,  deixarei essa postagem no ar por alguns dias para que vocês  Técnicos possam tomar conhecimento do que está rolando na área e  poder expressar suas opiniões na enquete.
Aproveito para informar aos colegas que o Projeto de Lei da criação dos Conselhos Federal e Regionais de Técnicos em Segurança do Trabalho, Processo nº 46010.001767/ 2003-99 e Exposição de Motivos nº 16 de 08.12.2004, foi enviado pelo Ministério do Trabalho e Emprego para a Casa Civil da Presidência da República, está aguardando parecer. Agora........ Independentemente de ser a favor ou contra a transformação do Técnico em Segurança do Trabalho em Bacharel, equiparando os colegas Engenheiros, sei que essa PL 6179, vem tirando a tranqüilidade dos dirigentes do CREA.
Por isso, peço a opinião dos Técnicos em Segurança para que o destino de nossa profissão não seja decidido à revelia por categorias que nada faz ou fizeram por nós Técnicos. VOTE!
Marcio Santiago Vaitsman

Acidente de trabalho - Mortes em obras do PAC estão acima dos padrões.

PORTO VELHO (RO), FORTALEZA e RIO - Trabalhadores estão morrendo nos canteiros de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), estrela do governo federal. Num levantamento inédito feito pelo GLOBO em 21 grandes empreendimentos, que somam R$ 105,6 bilhões de investimentos, foram registradas 40 mortes de operários em acidentes, desde 2008. Só nas usinas de Jirau e Santo Antônio, em Rondônia, houve seis mortes. 
Tanto em complexas obras de infraestrutura, como hidrelétricas, como nas mais simples, incluindo as do programa Minha Casa, Minha Vida, a morte está presente. Os acidentes fatais são causados principalmente por choques, soterramento e quedas. 
São mortes "invisíveis", que não estão nos bancos de dados dos diversos controles governamentais criados para acompanhar o PAC, que, até o início de 2010, era coordenado pela então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. 
Somente em 2010, a taxa de mortalidade foi de 19,79 para cada cem mil empregados. Índice considerado alt…

Mais uma vez o CREA se metendo na nossa profissão - Informe a classe.

Por essas e outras, temos que nos unir com urgência, para pressionar as autoridades para a imediata criação do nosso Conselho de Classe e, acabar definitivamente com as tentativas do CREA.
RESOLUÇÃO Nº 358 DE 31 DE JULHO DE 1991 Dispõe sobre a inclusão do Técnico em Segurança do Trabalho entre as constantes da Resolução nº 262 de 28/JUL / 1979. 
O Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, usando das atribuições que lhe conferem as letras "d" e "f" do Art. 27 da Lei nº 5.194 de 24 Dez 1966, e consoante o aprovado na Sessão Plenária realizada em 27 Nov 1987,
CONSIDERANDO que o Art. 7º da Resolução nº 262, de 28 /Jul/ 1979 do CONFEA, determina que na eventualidade de virem a ser definidas novas habilitações profissionais, a nível de 2º Grau, de validade nacional, o CONFEA baixará Resolução visando ao estabelecimento das correspondentes atribuições;
CONSIDERANDO que as atribuições pertinentes ao Técnico em Segurança do Trabalho dizem respeito à área de Engen…

O peixe fresco – DDS auto – estima.

Os japoneses sempre gostaram de peixe fresco. Porém, as águas perto do Japão não produzem muitos peixes há décadas. Assim, para alimentar a sua população, os japoneses aumentaram o tamanho dos navios pesqueiros e começaram a pescar mais longe do que nunca. 
Quanto mais longe os pescadores iam, mais tempo levava para o peixe chegar. Se a viagem de volta levasse mais do que alguns dias, o peixe já não era mais fresco. 
E os japoneses não gostaram do gosto destes peixes. Para resolver este problema, as empresas de pesca instalaram congeladores em seus barcos. Eles pescavam e congelavam os peixes em alto-mar. 
Os congeladores permitiram que os pesqueiros fossem mais longe e ficassem em alto mar por muito mais tempo. Porém os japoneses conseguiram notar a diferença entre peixe fresco e peixe congelado. E claro... Eles não gostaram também do peixe congelado.Com o peixe congelado, caiu o consumo e os preços. 
Então as empresas de pesca instalaram tanques de peixe nos navios pesqueiros.  Eles pod…

INCENTIVO À CRIMINALIDADE NO BRASIL – Você ganha igual?

Essa matéria não pode passar em branco.
Revogado pela lei nº 333, de 01/06/2010 na qual o valor do salário família do presidiário passou a ser de R$ 810,18.
No caso de morte do"Pobre Presidiário",a referida quantia do auxílio  reclusão passa a ser "pensão por morte".
O lance é roubar ou matar para ser preso e assim sustentar a sua prole.
É inadmissível! ! !  É mais um dos muitos absurdos desse país e por isso a Previdência Social está sempre quebrada e nãotem verbas para pagar quem trabalhou uma vida toda!
É  REVOLTANTE!!!!!!!
O que é oAUXÍLIO RECLUSÃO?
Todo presidiário com filhos tem direito a uma bolsa que, a partir de 1/1/2010 é de R$798,30 por filho para sustentar a família, já que ocoitadinho não pode trabalhar para sustentar os filhos por estar preso. Mais que um salário mínimo que muita gente por aí rala pra conseguir e manter uma família inteira. Ou seja, (falando agora no popular pra ser entendido) bandido com 5 filhos, além de comandar o crime de dentro das  pr…

O CREA pede o arquivamento do PL 6179 – Reflexão.

A vida é mesmo imprevisível “dizem que o vento que venta aquí, ventar lá”, independentemente de ser à favor ou contra a transformação do Técnico em Segurança do Trabalho em Bacharel, equiparando os colegas Engenheiros, sei que essa PL 6179,vem  tirando a tranqüilidade dos dirigentes do CREA.
Entretanto, não posso deixar passar em branco, muito menos de lembrar aos senhores que o CREA, através de uma resolução interna, durante longo período registrava e ou registra os Técnicos em Segurança do Trabalho nesse conceituado Conselho de Classe, até então não se importando com níveis de competência dos órgãos reguladores de cada profissão.
E agora, quando se pretende valorizar esses profissionais, o CREA faz chamamento à classe se posicionando literalmente contra ao Projeto de Lei que tramita na Câmara dos Deputados.
A vida está sempre nos surpreendendo imperdoavelmente com a sua lição.
Leiam essa postagem com muito atenção e, tire você mesmo as conclusões.
Marcio Santiago Vaitsman


JUSTIFICATIVA PA…

Sinceros agradecimentos.

Vocês não podem imaginar o quanto fico envaidecidoao receber as mensagens postadas por vocês a respeito deste modesto blog no meu correio particular. São pessoas de vários continentes, isso mesmo, continentes, querendo saber sobre a prevenção no Brasil, outras solicitando ajuda na tomada de decisões em suas empresas e muitos pedidos de ajuda técnica na nossa área de atuação. Respondo com muito prazer a cada uma das centenas de consultas diárias, mas, na medida do possível, porque também trabalho e tenho escasso tempo para tal. Nunca imaginei que o modesto blog fosse ter essa repercussão, em tão pouco tempo de existência, mesmo porque não era esse o meu objetivo e sim postar assuntos que penso serem importantes e de interesse da nossa classe, a fim de ajudar aos colegas com matérias técnicas e opiniões inerentes a prevenção, onde pudesse apenas compartilhar minha experiência de mais de 30 anos na Prevenção de Acidente do Trabalho em empresas de grande porte. Saibam que vocês são pessoas qu…

OSSO ASSASSINO – DDS DE ALERTA.

Atitude considerada como desvio quando da avaliação do Índice de Pratica Segura no Trabalho nas empresas.
Como é uma prática comum este comportamento, passa despercebida, principalmente nos escritórios e, mesmo no lar, com as donas de casa fazendo suas obrigações, muitas vezes o problema afeta as pessoas com muita intensidade podendo causar problemas até por acumulação. 
NÃO PRENDA O TELEFONE NO OMBRO COM A CABEÇA!!!
O alerta vem dos consultores médicos do Jornal Britânico 'Neurology'. Que informa  está comprovado que é perigoso, e pode até ser fatal, conversar pelo telefone apoiando-o no ombro e firmando-o com a cabeça.
Geralmente tende-se a fazer isso quando precisamos anotar o que interlocutor está dizendo ou estamos fazendo algo mais.
O caso relatado pela publicação científica refere-se a um psiquiatra francês que demorou uma hora com o telefone preso entre a cabeça e o ombro esquerdo. 
Quando desligou, o psiquiatra sofreu cegueira temporária e sentiu dificuldade em falar a que …