Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

30 de abril de 2011

Dia Nacional de Vacinação contra a gripe - Utilidade pública.


Sessenta e cinco mil postos de saúde em todo o país participam do Dia de Mobilização Nacional de Vacinação contra a Gripe. 

A meta é imunizar pelo menos 23,8 milhões de pessoas até 13 de maio, quando termina a campanha.

Além de idosos com mais de 60 anos e indígenas, devem receber a dose gestantes, crianças maiores de seis meses e menores de dois anos e profissionais de saúde. 

Os grupos foram definidos por apresentar maior chance de complicações e, no caso de médicos e enfermeiras, para evitar a transmissão da doença durante atendimento.

A vacinação contra a gripe é feita em uma única dose para todos os grupos, com exceção das crianças. Menores de dois anos vão receber duas doses, aplicadas em um intervalo de 30 dias.

A orientação do Ministério da Saúde é que quem tem alergia a ovo não receba a vacina. Pessoas com deficiência na produção de anticorpos, por problemas genéticos, imunodeficiência ou terapia imunossupressora, devem consultar um médico antes de tomar a dose.

Este ano, a campanha vai imunizar também contra a influenza A (H1N1) – gripe suína. Isso porque, de acordo com o ministério, a vacina tem como base os três vírus do tipo influenza que mais circularam no hemisfério sul no ano anterior.


Agência Brasil.

Convite: CIST/MRJ – utilidade pública.


Você sabe que existe no Rio de janeiro uma entidade que desenvolve ações conjuntas com o Conselho Municipal de Saúde, a fim de discutir e sugerir políticas públicas, estudos, legislações, pesquisas, e estratégias para operacionalização nas ações de Saúde do Trabalhador na nossa cidade.

Que essa Comissão, regimentalmente acompanha o cumprimento da Lei Orgânica da Saúde (Lei Federal 8080/90) e outras leis, portarias e regulamentações de Saúde do Trabalhador.

Que desenvolve amplo debate e articulação entre organismos interessados e vivenciadores das questões de Saúde do Trabalhador e Ambiente de Trabalho, com vistas a implantação e acompanhamento de políticas públicas de promoção, de proteção, de defesa e de garantia dos direitos do trabalhador definidos nas políticas das três esferas de governo, sobre Saúde do Trabalhador nível SUS.

As estatísticas são alarmantes, 723.452 acidentes e doenças do trabalho, com 2.496 óbitos em 2009, para termos uma noção da importância do tema Saúde do Trabalhador basta observar que no Brasil, em 2009 (2010 ainda não disponível), ocorreu cerca de 1 morte a cada 3,5 horas, motivada pelo risco decorrente dos fatores ambientais do trabalho e ainda cerca de 83 acidentes e doenças do trabalho reconhecidos a cada 1 hora na jornada diária. Em 2009 observamos uma média de 43 trabalhadores por dia que não mais retornaram ao trabalho devido a invalidez ou morte.

Conheça e participe da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador - CIST/MRJ.

Calendário anual das reuniões CIST:

12/05/2011; 09/06/2011; 14/07/2011; 11/08/2011; 13/10/2011; 10/11/2011; 08/12/2011.

Local: Subsolo do Centro Administrativo São Sebastião Rua Afonso Cavalcante, 455 - Cidade Nova - Rio.

Compareçam as reuniões com direito a voz e voto ou envie representantes de sua entidade munida de ofício endereçado a Secretaria Executiva do Conselho Municipal de Saúde e seja um membro.

Atenciosamente,
Membro CIST/MRJ


Cachorrinho Manco - Reflexão


Diante de uma vitrine atrativa, um menino pergunta o preço dos filhotes 'a venda. "Entre 30 e 50 dólares", respondeu o dono da loja.
O menino puxou uns trocados do bolso e disse:

"Eu só tenho 2,37 dólares, mas eu posso ver os filhotes?"

O dono da loja sorriu e chamou Lady, que veio correndo, seguida de cinco bolinhas de pelo. Um dos cachorrinhos vinha mais atrás, mancando de forma visível.

Imediatamente o menino apontou aquele cachorrinho e perguntou:

"O que é que ha com ele?"

O dono da loja explicou que o veterinário tinha examinado e descoberto que ele tinha um problema na junta do quadril, sempre mancaria e andaria devagar. O menino se animou e disse:

"Esse é o cachorrinho que eu quero comprar!"

O dono da loja respondeu:

"Não, você não vai querer comprar esse. Se você realmente quiser ficar com ele, eu lhe dou de presente."

O menino ficou transtornado e, olhando bem na cara do dono da loja, com o seu dedo apontado, disse:

"Eu não quero que você o de para mim. Aquele cachorrinho vale tanto quanto qualquer um dos outros e eu vou pagar tudo. Na verdade, eu lhe dou 2,37 dólares agora e 50 centavos por mês, ate completar o preço total."

O dono da loja contestou:

"Você não pode querer realmente comprar este cachorrinho. Ele nunca vai poder correr, pular e brincar com você e com os outros cachorrinhos."

Ai', o menino abaixou e puxou a perna esquerda da calca para cima, mostrando a sua perna com um aparelho para andar.

Olhou bem para o dono da loja e respondeu:

"Bom, eu também não corro muito bem e o cachorrinho vai precisar de alguém que entenda isso."



Otimismoemrede.com

29 de abril de 2011

Governo vai criar Política Nacional de Segurança no Trabalho.


O governo vai criar a Política Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho para diminuir o número de acidentes nas atividades laborais. Segundo o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, a política será instituída por meio de decreto da presidenta Dilma Rousseff.

"O aumento na geração de empregos no país não está acompanhando as medidas de segurança no trabalho e isso é muito preocupante", disse Lupi, durante solenidade na manhã de ontem (28) no auditório do ministério, para lembrar o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho e o Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho.

O presidente do TST, ministro João Oreste Dalazen, informou que a corte vai lançar na terça-feira (3) uma campanha para a prevenção e redução dos acidentes do trabalho e da ocorrência de doenças profissionais no país. A campanha vai ser feita com inserções no rádio, TV e na internet.

Ainda não há dados atualizados sobre o índice de ocorrências em 2010, segundo o presidente do TST. "A precariedade das informações e a demora do conhecimento dos dados impede a implementação de medidas mais eficazes de prevenção."

Dalazan teme que as obras do PAC agravem as estatísticas de acidentes, pois a Construção Civil é o setor campeão de casos, segundo as estatísticas. Em seguida, está o setor elétrico, o metalúrgico e o de transportes. Dados do Anuário Estatístico da Previdência Social de 2009 demonstram que ocorre em média um acidente de trabalho a cada três minutos.

No Brasil foram 78.564 acidentes ocorridos no trajeto para o trabalho; 20.756 casos de doenças decorrentes do trabalho; 414.785 acidentes ligados à profissão; Estima-se que cerca de 30% dos acidentes atinjam mãos, dedos e punhos.

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), em todo o mundo ocorrem 270 milhões de acidentes de trabalho e são registadas mais de 160 milhões de doenças profissionais a cada ano. Esses acidentes e doenças profissionais causam, anualmente, mais de 2,2 milhões de mortes e provocam uma redução de 4% no PIB mundial.


Empresas e Negócios.

28 de abril de 2011

ESTAMOS TAMBÉM NO TWITTER SMSEG - RESULTADO ENQUETE.


Informo aos seguidores do blog que estamos também compartilhando nossa postagem no http://twitter.com/SMSeg

Aproveito para continuar informando sobre o resultado da enquete:

Você é a favor da criação do Curso de Bacharelado em Segurança PL/6179-2009.

 Enquete: 

86% votantes aprovaram a criação do Curso de bacharel em segurança, enquanto apenas 13% votaram contra a PL.

Continuo dizendo que a vontade da classe deve ser respeitada, portanto, caso seja de interesse da classe que esse projeto de Lei continue a sua tramitação normal, mande e-mail’s para o Deputado para  o endereço abaixo.

Deputado Bonifácio José Tamm de Andrada.

Gabinete: 235-Anexo: IV-CEP: 70160-900-Brasília-  DF.
Praça dos Três Poderes - Câmara dos Deputados.


Esse é nosso também, visite-o.


Marcio Santiago Vaitsman

27 de abril de 2011

Caros seguidores do blog - Resultado da ENQUETE.

Apresento o resultado da enquete: Você é a favor da criação do Curso de Bacharelado em Segurança - PL/6179-2009.

No dia 27 de março, foi disponibilizada, aqui no blog, uma enquete a respeito da Tramitação Ordinária do Projeto de Lei - PL 6179/2009, que altera a Lei nº 7.410, de 1985, e dispõe sobre o Bacharelado em Segurança do Trabalho e dá outras disposições.

Por ser matéria de interesse da classe prevencionista, especialmente dos Técnicos em Segurança do Trabalho, não poderia deixar passar a revelia esse assunto de primordial importância, assim, era preciso saber a opinião da classe, ou pelo menos a opinião dos nossos seguidores.

Para isso, através de uma enquete, foi proposto o seguinte questionamento: “Você é a favor da criação do Curso de Bacharel em Segurança PL - 6179/2009?.

Após 30 dias, o  resultado não poderia ser diferente, sinalizou que 86% dos votantes aprovaram a criação do Curso de Bacharel em Segurança, enquanto que apenas 13% votaram contra e não concordam com a PL.

Importante resultar que a vontade da classe deve ser respeitada e que, antes mesmo do fim dessa enquete a FINATEST, Sindicato dos Técnicos em Segurança do Trabalho e o CREA, entraram com petição junto ao Deputado autor do projeto, solicitando o arquivamento da PL 6179/2009.

Mesmo assim, a pesquisa prosseguiu por período de 30 dias e o resultado final acima exposto permanecerá disponibilizado no blog até que a classe tome vergonha, isso mesmo, vergonha e faça prevalecer a sua vontade não permitindo a manipulação da nobre profissão por quem quer que seja.


A enquete mostrou de forma transparente o real anseio da classe dos Técnicos em Segurança do Trabalho, assim sendo, farei chegar às mãos do Ilustre Deputado Bonifácio José Tamm de Andrada, o resultado da enquete, aliás, coisa que deveria ter sido feita não por esse blog, mas pelas entidades representantes da classe.

Caso seja a vontade da classe que esse projeto de Lei continue a sua tramitação normal, mande e-mail’s para o Deputado demonstrando a sua vontade para o endereço abaixo.


Ilmo. Senhor Deputado Bonifácio José Tamm de Andrada.

Gabinete: 235-Anexo: IV-CEP: 70160-900-Brasília-  DF.
Praça dos Três Poderes - Câmara dos Deputados.
dep.bonifaciodeandrada@camara.gov.br


Os profissionais que se deram ao trabalho de exercer a sua cidadania votando pelo o que é melhor para a classe, o meu muito obrigado.

Lembre-se: Você não é apenas mais um Técnico. Você é um Técnico em Segurança do Trabalho, tenha orgulho de sua profissão, isso é fundamental, lute também pela classe como você provavelmente sempre lutou pela prevenção.

“OS BENIFICIADOS SERÃO VOCÊ E A SUA FAMÍLIA”.


Marcio Santiago Vaitsman

28 de Abril: Sistema de Gestão em Segurança e Saúde Ocupacional: Uma Ferramenta para a Melhoria Contínua.

O 28 de abril é lembrado, em várias partes do mundo, como o Dia em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças Relacionadas ao Trabalho.

Teve origem a partir da explosão de uma mina no estado da Virgínia, Estados Unidos, em 28 de abril de 1969, onde morreram 78 mineiros. Em 2003, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) instituiu o dia para dar maior visibilidade às questões relacionadas à segurança e saúde nos locais de trabalho.


Esse ano terá o tema, definido pela OIT:
 
Sistema de Gestão em Segurança e Saúde Ocupacional: Uma Ferramenta para a Melhoria Contínua." 

Objetivo:

Fortalecer a importância da segurança e saúde no trabalho, contribuir para a qualidade de vida dos trabalhadores e reforçar o compromisso da Fundacentro em suas atividades na prevenção de acidentes e doenças do trabalho.

Períodos disponíveis 28 de Abril de 2011 - Início 28/04/2011 até 28/04/2011 - Horário 10h00 às 12h00
Público Alvo : Sociedade civil organizada e todas as pessoas que lutam por um mundo do trabalho mais seguro, decente e saudável.

Coordenação Técnica : Jófilo Moreira Lima Júnior - Diretor Técnico da Fundacentr.

Corpo Docente : Gilmar da Cunha Trivelato - Bacharel em Química (USP), Mestre em Educação (USP) e Doutor em Meio Ambiente (UFMG). Pesquisador Titular da FUNDACENTRO desde 1988, atualmente lotado no Centro Regional de Minas Gerais. Atua nas áreas de Higiene Ocupacional, Segurança Química e Sistemas de Gestão. Docente do Programa de Pós-Graduação, Trabalho, Saúde e Ambiente, nível de Mestrado e área de concentração em Segurança e Saúde do Trabalhador.

Local de Realização - Auditório Edson Hatem
Endereço : Rua Capote Valente , 710 - Pinheiros - São Paulo - SP
Taxa de Inscrição : Isento.




Fundacentro.

Acidentes de trabalho são casos complexos de investigação.

O Espírito Santo registrou em todo o ano de 2010, 137 inquéritos policiais por acidente de trabalho. Os dados são da Delegacia Especializada em Acidentes de Trabalho (Deat), que informou ainda que foram solicitados 220 mandados de intimação na Grande Vitória e no interior.

De acordo com o delegado José Luiz Pazeto, titular da Deat, os casos investigados são mais complexos, pois são necessários diversos laudos periciais e relatórios técnicos para comprovar a culpa ou inocência dos envolvidos.

Pazeto ressalta ainda a importância do registro do Boletim de Ocorrência, caso ocorra um acidente trabalho. "A prova documental do fato assegura que o trabalhador tenha garantido seus direitos trabalhistas, como o Seguro Acidentário junto ao Instituto Nacional de Seguro Nacional (INSS), Seguro DPVAT, e ingresso na Justiça Trabalhista e Cível para indenizações por danos morais", destacou o delegado.

O garçom em festas, José Porfírio, conta que já se acidentou duas vezes trabalhando, mas que em nenhuma das ocasiões foi preciso registrar qualquer tipo de ocorrência por não ter se sentido agredido pela empresa. E, ainda, por ter recebido todos os cuidados necessários por parte do contratante.

Há cerca de três anos, quando trabalhava em uma oficina de carro, ao fazer uma entrega, o carro capotou. "Eu estava próximo ao parque Yahoo quando o carro que eu dirigia capotou. Nesse dia eu passei todo o resto do dia internado.Mas graças a Deus eu só machuquei meu ombro, mas o resto foi ferimentos leves. A outra vez foi quando trabalhava em um açougue e estava cortando carré (carne de porco) na serra. Me descuidei e acabou indo também a ponta de um dedo meu", relatou.

Nesta quinta-feira, dia 28 de abril, é o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. E para lembrar a data, acontece no mesmo dia, um seminário sobre Greve Ambiental no auditório do Senac da Beira-Mar, em Vitória. No Espírito Santo,
o seminário será para debater sobre ferramentas que os trabalhadores têm a disposição para proteger sua saúde e segurança no meio ambiente de trabalho.

O palestrante será o procurador Regional do Trabalho Raimundo Simão de Melo, do Ministério Público do Trabalho em Campinas e as inscrições poderão ser feitas pelo e-mail cees@fundacentro.gov.br ou pelo telefone 3315-0040.

A data surgiu no Canadá por iniciativa do movimento sindical, espalhando-se por diversos países, por meio de sindicatos, federações, confederações locais e internacionais. O dia foi escolhido em razão de um acidente que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, no ano de 1969. A Organização Internacional do Trabalho (OIT), desde 2003, consagra a data à reflexão sobre a segurança e saúde no trabalho.

No Brasil, a data foi instituída como o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho em maio de 2005, pela Lei nº 11.121.

Como proceder em Acidentes de Trabalho:

Preservar o local do acidente, ou seja, não permitir a limpeza e organização do local para que sejam realizados os procedimentos da Perícia Criminal;

Nos casos de vítimas com lesões corporais, a empresa deve solicitar ajuda dos socorristas profissionais (Samu e Corpo de Bombeiros);

No caso de vítimas fatais, é necessário acionar o Ciodes- 190 imediatamente e registrar o fato na Deat ou unidade policial mais próxima.

Documentos necessários para o registro de acidentes de trabalho:

Carteira de identidade da vítima e do noticiante;

Carteira de trabalho da vítima;

Cópia da Cat (Comunicação de Acidente de Trabalho);


Certidão de óbito (em caso de vítimas fatais);

Caso haja veículo envolvido no acidente, cópia do documento do veículo;

Representação - casos de vítimas de lesão corporal.


Revista Proteção.

26 de abril de 2011

Projeto distingue 'bombeiro' e 'brigadista particular'.

A expressão "bombeiro" pode passar a ser denominação exclusiva dos profissionais das forças de segurança pública de estados e do Distrito Federal integrados aos Corpos de Bombeiros Militares.

Os atuais "bombeiros civis", que atuam em empresas ou grupos voluntários, devem passar a ser identificados apenas como "brigadistas particulares", como sugere projeto da Câmara dos Deputados (PLC 7/11) incluído na pauta da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) na próxima quarta-feira (27).
O relator, Jayme Campos (DEM-MT), conclui o exame da matéria com recomendação para que seja aprovada. Ele concorda com os argumentos utilizados pelo autor, deputado Laerte Bessa (PSC-DF), para propor tratamento diferente.

Como observa no relatório, o termo "bombeiro" refere-se a um tipo de profissional com missão mais ampla e distinta, engajado em funções normativas, preventivas, de combate e perícia em situações de incêndios, resgate e salvamento de pessoas.

Na visão do relator, a mudança é também necessária para que a própria sociedade não confunda as profissões e possa solicitar o profissional correto em momento de dificuldade. Ele observa que o projeto não alterar direitos conquistados pela categoria dos "Bombeiros Civis".

O projeto será examinado pela CAS em decisão terminativa(*) e, assim, poderá seguir para a sanção presidencial logo que aprovado, sem passar pelo Plenário. Na semana passada, o texto já havia entrado em pauta, mas foi adiado a pedido do senador Lindenbergh Farias (PT-RJ).

Decisão terminativa é aquela tomada por uma comissão, com valor de uma decisão do Senado. Quando tramita terminativamente, o projeto não vai a Plenário: dependendo do tipo de matéria e do resultado da votação, ele é enviado diretamente à Câmara dos Deputados, encaminhado à sanção, promulgado ou arquivado.Ele somente será votado pelo Plenário do Senado se recurso com esse objetivo, assinado por pelo menos nove senadores, for apresentado à Mesa. Após a votação do parecer da comissão, o prazo para a interposição de recurso para a apreciação da matéria no Plenário do Senado é de cinco dias úteis.


Agência Senado.

25 de abril de 2011

CASAMENTO DO PRÍNCIPE WILLIAM E A PLEBÉIA KATE.

A monarquia britânica esta em festa, a cerimônia de casamento do príncipe William com Kate Middleton, será realizado na Abadia de Westminster, em Londres na sexta-feira próxima.

Muitas celebridades estarão presentes a cerimônia, David Beckham, Elton John, Guy Ritchie, ator Rowan Atkinson, Mr. Bean e a Madonna dentro outros famosos.

Uma curiosidade, os presidentes Barack Obama e Nicolas Sarkozy não foram convidados e pasmem senhores eu recusei o convite Real em represália por ter sido esquecido para a festa de noivado, assim sendo, também não vou à festa do casamento. 

Dessa forma, já entrei em contato com o Itamarati para providenciar meu passaporte diplomático, quem sabe daqui a nove meses eu possa apagar essa desfeita que o Willianhazino a Katezinha fizeram e assim dar a honra de desfrutar do batizado dos guris na Abadia de Westminster ou mesmo do chá das cinco no palácio de Buckingham, as fraldas descartáveis já foram adquiridas.

Há.há.há.. Isso é que é ser pretensioso.

Ante stress: Marcio S. Vaitsman

A Confederação Nacional da Indústria - CNI e o SESI lançam manual sobre NTEP e FAP.

Foi lançada a versão virtual do "Manual NTEP e FAP:
Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário (NTEP) e suas implicações na composição do Fator Acidentário de Prevenção (FAP)".

Produzido em parceria entre a Unidade de Relações do Trabalho e Desenvolvimento Associativo da CNI e a Unidade de Saúde e Segurança do Trabalho, do Departamento Nacional do SESI, o Manual têm o objetivo de apoiar as empresas a compreenderem a legislação vigente relativa ao tema.

A publicação é composta de capítulos: um sobre o NTEP e o outro sobre o FAP e incluem também anexos da legislação correlata, como a tabela comparativa do grau de risco dos CNAES de 2007 e 2009 e os instrumentos regulatórios das ações regressivas promovidas pela Procuradoria-Geral da República. 

A versão impressa será lançada nos próximos meses.
Para conhecer a versão online do manual, acesse link abaixo: 





Revista Proteção / Relações do Trabalho.

Jornada de trabalho 12 x 36 e o adicional noturno.


Para o trabalhador urbano, a hora noturna tem duração de 52 (cinqüenta e dois) minutos e 30 (trinta) segundos (§ 1º, do art. 73, da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT), recebendo remuneração superior à da diurna (inciso IX, do art. 7º, da Constituição Federal). 

O percentual mínimo do adicional noturno é de 20% (caput do art. 73 da CLT), podendo ser fixado percentual superior em convenção ou acordo coletivo de trabalho.

O intervalo para refeição e descanso deve ter duração mínima de 60 (sessenta) minutos. Não a transformação da hora do intervalo em hora noturna, haja vista que a redução da hora noturna prevista em lei é apenas para as horas trabalhadas e não àquelas destinadas ao repouso e alimentação.

De acordo com o parágrafo 5º, do art. 73, da CLT: "Às prorrogações do trabalho noturno aplica-se o disposto neste Capítulo". A interpretação que se dá a esse dispositivo é a de que as horas que excedem o horário noturno (após as 5:00 da manhã) também devem ser remuneradas com o adicional noturno.  Nesse sentido, a Súmula 60, item II, do Tribunal Superior do Trabalho: "Cumprida integralmente à jornada no período noturno e prorrogada esta, devido é também o adicional quanto ás horas prorrogadas". Exemplo: Se um empregado inicia o trabalho às 22h00 e prorroga a jornada após as cinco horas da manhã, só terminando às seis horas, o labor das cinco às seis horas da manhã é considerada prorrogação do trabalho noturno, gerando o direito à hora noturna reduzida à base de cinqüenta e dois minutos e trinta segundos e ao recebimento do adicional noturno. 

O objetivo do legislador, ao mandar aplicar a redução de hora noturna e pagar o adicional noturno sobre as horas que ultrapassam a jornada noturna (horas laboradas após as 5:00 h), foi o de compensar o trabalhador que labora em período noturno e cujo cansaço e desgaste físico e mental, também se lançam nas horas seguintes, até com maior intensidade, do que nas primeiras horas de trabalho.

Recentemente foi pacificada a controvérsia sobre o item II da Súmula 60 do TST também se aplicar às hipóteses de jornada mista, como no caso do empregado sujeito ao regime de 12 (doze) horas de trabalho por 36 (trinta e seis) horas de descanso, com jornada das 19h00 às 7h00 do dia seguinte.
Prevaleceu o entendimento de que o fato de o empregado laborar na jornada 12 x 36 não afasta a incidência da lei. A edição da OJ n. 388 da SBDI veio a esclarecer essa questão:

OJ – SBDI-1 388. JORNADA 12X36. JORNADA MISTA QUE COMPREENDA A TOTALIDADE DO PERÍODO NOTURNO. ADICIONAL NOTURNO. DEVIDO. 

O empregado submetido à jornada de 12 horas de trabalho por 36 de descanso, que compreenda a totalidade do período noturno, tem direito ao adicional noturno, relativo às horas trabalhadas após as 5 horas da manhã. (Divulgação: DEJT, 09.06.2010).

Não se deve confundir a prorrogação do trabalho noturno com horário misto. No regime 12 x 36, com jornada das 19h00 às 7h00, o horário é misto, porque o trabalho das 19h00 às 22:00 é diurno e, portanto, a duração da hora é de 60 (sessenta) minutos, já a partir das 22:00 até às 7:00, todas as horas são noturnas, com duração de 52 (cinqüenta e dois) minutos e 30 (trinta) segundos, e recebem o acréscimo do adicional noturno. 



Última Instância.

24 de abril de 2011

O velho lenhador – Reflexão.

Certa vez, um velho lenhador, conhecido por sempre vencer os torneios que participava, foi desafiado por outro lenhador jovem e forte para uma disputa. A competição chamou a atenção de todos os moradores da localidade. Muitos acreditavam que finalmente o velho perderia a condição de campeão dos lenhadores, em função da grande vantagem física do jovem desafiante.

No dia marcado, os dois competidores começaram a disputa, na qual o jovem se entregou com grande energia e convicto de que seria o novo campeão. De tempos em tempos olhava para o velho e, às vezes, percebia que ele estava sentado. Pensou que o adversário estava velho demais para a disputa, e continuou cortando lenha com todo vigor. 

Ao final do prazo estipulado para a competição, foram medir a produtividade dos dois lenhadores e pasmem! O velho vencera novamente, por larga margem, aquele jovem e forte lenhador.

Intrigado, o moço questionou o velho:

Não entendo, muitas das vezes quando eu olhei para o senhor, durante a competição, notei que estava sentando, descansando, e, no entanto, conseguiu cortar muito mais lenha do que eu, como pode!! 

Engano seu! Disse o velho. Quando você me via sentado, na verdade, eu estava amolando meu machado. E percebi que você usava muita força e obtinha pouco resultado. 

Esta parábola nos ensina uma importante lição que podemos aplicar enquanto profissionais:

Muitas pessoas acreditam que apenas o conhecimento técnico é suficiente para vencer os desafios do dia a dia nas empresas. No entanto, é preciso muito mais do que isto. Assim como o lenhador que acreditava que sua jovialidade e força física eram suficientes, muitos profissionais também acreditam que apenas a competência técnica seja suficiente para realizar suas tarefas na organização. 

Como o velho lenhador que sabia ser necessário amolar seu machado periodicamente, para desempenhar sua tarefa com sucesso, o profissional eficaz entende que é necessário um conjunto de outras habilidades para fazer com que seu conhecimento técnico possa ser útil a organização. Ele precisará também amolar o machado todos os dias.

No caso do profissional eficaz, amolar o machado significa trabalhar motivado e bem humorado. Comunicar-se de maneira adequada, e desenvolver um relacionamento interpessoal com todos: gerentes, colegas de trabalho, fornecedores e clientes, de forma a conseguir boa vontade e cooperação para que o trabalho seja realizado.  Usar a criatividade para inovar, buscando continuamente novas e melhores soluções para os problemas que surgem no dia a dia.

Assim como um machado bem amolado faz com que a força de um lenhador se torne muito mais eficaz no processo de cortar madeira, estes comportamentos citados, certamente ajudarão a tornar muito mais úteis e eficazes os conhecimentos técnicos dentro de uma organização. 

Muitas organizações ainda buscam contratar profissionais baseando sua análise apenas no currículo e numa breve entrevista de emprego, que muitas vezes, não consegue avaliar realmente a capacidade de amolar o machado deste profissional.
   
No entanto, é possível identificar as habilidades comportamentais de um profissional, medir sua capacidade de desempenhar as funções técnicas e presumir como ele utiliza estas habilidades consigo e com os demais membros de uma organização. 

Também os profissionais precisam desenvolver estas habilidades. Existem muitas escolas técnicas e universidades que podem prepará-los de maneira adequada, sob o ponto de vista técnico. Entretanto, de pouco utilidade estes conhecimentos lhe servirão, caso este profissional não desenvolva, paralelamente as suas habilidades técnicas, as competências comportamentais como: relacionamento interpessoal, auto-motivação, criatividade e capacidade de trabalhar em equipe, dentre outras. 

Por isto, tanto os profissionais quanto as empresas precisam entender a importância de amolar o machado, para fazer com que os conhecimentos e habilidades técnicas possam ser aproveitados de maneira adequada por profissionais motivados, bem humorados e habilidosos no trato com as pessoas. 

Muita  das vezes, podemos até dizer que velho é o vosso pensamento. 

Pense nisso!



Por Ari Lima./ Algosobre.

23 de abril de 2011

Banco de empregos.

Sinceramente gostaria saber por que o Sindicato dos Técnicos em Segurança do Trabalho do Rio de Janeiro, ainda não possui um site com oferta de empregos para seus associados, assim como a inexistência de campanha junto à classe a fim de angariar novos associados.

Enquanto isso, este blog na medida do possível, vem divulgando algumas vagas que surgem na mídia.


COORDENADOR DE SEG. DO TRABALHO PARA O RIO DE JANEIRO.

Empresa do ramo de prestação de serviços contrata:

COORDENADOR DE SEGURANÇA DO TRABALHO, para atuar na sua sede no Centro do Rio, com o seguinte perfil:
Ter experiência em coordenação de equipe, supervisionar os serviços da equipe de técnicos e responder pela área.
Curso Técnico de Segurança do Trabalho Concluído
Respectivo Registro junto ao órgão de classe.

IMPRESCINDÍVEL:

Experiência com empresas prestadoras de serviços, principalmente nos ramos de limpeza e hospitalar;
Facilidade de relacionamentos interpessoais;
Disponibilidade para se deslocar por todo Rio de Janeiro;
Desejável carteira de habilitação;
Experiência com abertura de CAT’s, controle de exames periódicos, PPRA; PCMSO, formação de CIPA, etc. 

Técnico de Segurança do Trabalho – temporário/RJ.

Empresa situada em São Cristovão precisa urgente de Técnico de Segurança do Trabalho.

Experiência:

Treinamento; CIPA; Brigada de Incêndio; Entrega e acompanhamento do uso de EPI’S; extintores; NR 23…
Benefícios: VT + VR.

Interessados enviar currículo com pretensão salarial para entrevista1@ig.com.br

 

Vamos falar da DENGUE – DDS.


A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que milhões de pessoas se infectem anualmente em vários países dos cinco continentes, exceto a Europa, estima-se que cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil possam morrer em conseqüência da dengue.

A única maneira de evitar a dengue é não deixar o mosquito nascer.

Não deixe a água, mesmo limpa, ficar parada em qualquer tipo de recipiente como:

Garrafas; Pneus; Pratos de vasos de plantas; Xaxim; bacias e Copinhos descartáveis.

É necessário acabar com os criadouros (lugares de nascimento e desenvolvimento dele).

Tampar sempre as caixas d'água, poços e cisternas, assim como quaisquer outros depósitos de água onde as larvas (0vos) dos mosquitos possam se reproduzir.

Uma boa solução é trocar a água por aréia nos pratinhos de plantas.
 
Limpe as calhas e as lajes das casas.
 
Lave bebedouros de aves e animais com uma escova ou bucha e troque a água regularmente.

Guarde as garrafas vazias de cabeça para baixo e mantenham os ralos bem fechados.

Joguem no lixo copos descartáveis tampinhas de garrafas, latas e tudo o que acumula água.

Mas atenção: o lixo deve ficar o tempo todo fechado.

Dá trabalho mais vele apena é furar com agulha as folhas das bromélias para não acumular água.


Sintomas prováveis da dengue:

Fortes dores na cabeça e Febre Alta;

Dores musculares e nas juntas,

Falta de apetite;

Náuseas e vômitos.

Os sintomas da dengue são semelhantes aos da gripe,  em caso de dúvida não vacile,  procure imediatamente um médico. 

22 de abril de 2011

GASES DE EXAUSTÃO - DDS.


Vários policiais que trabalham em vias públicas orientando o tráfego nas horas de maior movimento, algumas vezes se queixam de cansaço e de dores de cabeça, após algumas horas em ambientes poluídos por gases de exaustão.

Em nossas empresas também é assim, os gáses desprendidos de motores de empilhadeiras são perigosos, precisamos atentar para esse detalhe.

Para envenenar o ar interno, não é necessário que milhares de motores estejam funcionando e expelindo gases. Basta apenas um motor para fazê-lo.

Arejando os gases de exaustão, as condições podem ser mais seguras para o trabalhador que está numa área fechada onde operam pequenos caminhões. 

Eis porque é tão importante ter um bom suprimento de ar fresco em que gases de exaustão é problema:

Um único motor a gasolina, ou a gás de cozinha quando funcionando a plena carga, libera cerca de 3 a 4% de monóxido de carbono (CO) e cerca de 11 a 13% de dióxido de carbono (CO2). 

O restante em grande parte é nitrogênio e pequenas quantidades de outras impurezas. 

Assim sendo, é fácil compreender porque uma pequena empilhadeira, que queima 3 litros de combustível por hora, deve operar somente em locais ventilados o suficiente para expelir os gases e obter ar puro.

Ar puro o bastante significa operar as empilhadeiras somente em áreas planas ou aumentar a ventilação de pequenos galpões.

Aumentar a velocidade da ventilação é uma boa idéia porque é preciso muito ar puro para diluir os gases de exaustão.

O monóxido de carbono encontrado em motores a gasolina é o resultado da queima incompleta na combustão de hidrocarboneto.

Este gás é altamente nocivo à nossa saúde, pois o CO combina-se facilmente com a hemoglobina presente em nosso sangue e responsável pela respiração celular.

Local fechado + gases de motor a combustão + trabalhador é perigoso, considere sempre como espaço  confinado.

21 de abril de 2011

NR35 - Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho.

Está prevista para a qualquer momento a abertura de consulta pública da NR 35 abordará a “Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho”.
                                                                                 
Pretende-se que seja uma norma de gestão integrada, com visão abrangente, visando mostrar os riscos e principalmente as diferentes complexidades existentes nos Sesmt nas empresas conforme seu grau de risco.

Exemplo, as empresas sem riscos significativos, ou um pequeno comércio, terá que elaborar o PCMSO simplificado.

Para as que já possuem Sesmt, deverá ser implantado um programa de gestão com aspectos mínimos a serem cumpridos como política e planejamento integrado.

No caso da empresa já possuir um programa implantado, não precisará instituir outro.

As empresas que não têm a obrigatoriedade de constituir Sesmt, mas que apresentam riscos relevantes precisará elaborar um programa que contemple todos os riscos existentes.
                                                                
Essa nova Norma Regulamentador é fundamentada nos modelo de gestão de SST da OIT, a ISO 31000 de ges­tão de risco, a OHSAS 18001, a BS 8800 BSI já implantadas em países desenvolvidos e que possuem a Avaliação e Controle de Riscos para a Pe­quena e Média Empresa.

O que está mais chamando a minha atenção é exatamente sobre a relação entre contratante e contratado, oficializando um maior controle sobre as ações de segurança das empresas e de seus empregados terceirizados. "A idéia é desbu­ro­cra­tizar e forçar um controle efetivo dos riscos".

Finalizo dizendo que não adianta possuirmos 35 ou, mais Normas Regulamentadoras, se o próprio sistema de fiscalização não é eficiente, esse Sistema de Gestão Integrada é muito bom, mas não podemos permitir a burocratização, o inchamento da área de segurança com Leis. Decretos, Norma, Regulamentos, Padrões etc., cobrando cada vez mais conhecimento e especialização dos profissionais técnicos que serão os responsáveis pela implementação dessa norma em suas empresas.

Haverá sim necessidade de que o governo interfira urgentemente na criação do Conselho Profissional dos Técnicos, na formação e principalmente nos salários praticados atualmente pela grande maioria das empresas, sem a qual, dificilmente teremos excelência em segurança no Brasil. 

Informo ao amigo Téc. Seg. Trabalho Paulo Costa, que havia cobrado postagem sobre essa Norma Regulamentadora, que a mesma ainda, aguarda o momento oportuno da apresentação para consulta pública.

Marcio Santiago Vaitsman

20 de abril de 2011

Vacina anti-câncer RINS E PELE – Utilidade pública.

Boas notícias são para partilhar
Já existe vacina anti-câncer (pele e rins).

Foi desenvolvida por cientistas médicos brasileiros, uma vacina para estes dois tipos de câncer, que se mostrou eficaz, tanto no estágio inicial como em fase mais avançada.

A vacina é fabricada em laboratório utilizando um pequeno pedaço do tumor do próprio paciente. 

Em 30 dias está pronta para ser aplicada e, é remetida para o médico oncologista do paciente. 

Nome do médico que desenvolveu a vacina:
José Alexandre Barbuto.

Hospital Sírio Libanês - Grupo Genoma.
Telefone do Laboratório:

0800-7737327 - (falar com Dra. Ana Carolina ou Dra.. Karyn, para maiores detalhes) e-mail: 


Isto sim é algo que precisa ser repassado..........Alguém pode  estar precisando .

Por favor, divulguem esta vitória da medicina genética brasileira!!!

Essa notícia foi recebida no meu correio particuar com solicitação que fosse repassado no blog como comunicação de utilidade pública.

O urso e o ateu.


Um ateu estava passeando em um bosque, admirando tudo o que aquele “acidente da evolução” havia criado.

Mas que árvores majestosas! Que poderosos rios! Que belos animais!  Ele ia dizendo a si mesmo.

À medida que caminhava ao longo do rio, ouviu um ruído nos arbustos atrás de si. Ele virou-se para olhar.

Foi então que viu um corpulento urso pardo caminhando na sua direção. Ele disparou, correndo o mais rápido que podia.

Olhou por cima do ombro, reparou que o urso estava muito próximo e aumentou a velocidade.

Era tanto o seu medo que as lágrimas lhe vieram aos olhos. Olhou de novo por cima do ombro e o urso estava mais perto ainda.

O seu coração batia freneticamente. Tentou imprimir maior velocidade.

Foi então que tropeçou e caiu desamparado. Rolou no chão rapidamente e tentou levantar-se.

Só que o urso já estava em cima dele, procurando prendê-lo com uma das patas e tentando agredi-lo ferozmente com a outra.

Nesse exato momento, o ateu exclamou:

- Oh, meu Deus!!!…

O tempo parou. O urso ficou sem ação. O bosque mergulhou em silêncio. Até o rio parou de correr.

Uma luz clara começou a brilhar, enquanto uma voz vinda do céu dizia:

- Vós negastes a minha existência durante todos esses anos. Ensinaste a muita gente que eu não existia e reduziste a minha criação a um  “acidente cósmico”. Esperas que eu te ajude a sair desse apuro?

- Devo eu esperar que tenhas fé em mim?

O ateu olhou diretamente para a luz e disse:

- Seria hipocrisia de minha parte pedir que, de repente, me passes a tratar como um cristão.

Mas, talvez, poderias transformar o urso em um cristão?

- Muito bem – disse a voz – farei o que pedes.

A luz foi embora.

O rio voltou a correr. Os sons da floresta voltaram.

E, então, o urso recolheu as garras, fez uma pausa, se ajoelhou, abaixou a cabeça e falou:

- Senhor agradeço humildemente por esse alimento que me deste e que vou comer agora. Amém!


Autor desconhecido.

E fez isso somente para nos ensinar a matar os nossos piores defeitos e ressuscitar as maiores virtudes sepultadas no íntimo de nossos corações.

Que este seja o verdadeiro da minha, da sua, da nossa Páscoa, que possamos encontrar amor, carinho, paz, fraternidade, companheirismo, porque isso sim é o verdadeiro sentido da Páscoa.

Esse blog deseja a todos vocês uma “Feliz Páscoa”. 

Marcio Santiago Vaitsman