POSTURA CORPORAL - DDS.


Um dos problemas que mais atinge aos brasileiros (trabalhadores) na atualidade, em relação à saúde é sem sombra de dúvidas a postura corporal.
 
Este assunto aparece em literaturas técnicas, revistas populares, nas nossas vivências das mais variadas formas, nos trazendo mensagens que refletem a influência da POSTURA CORPORAL na coluna vertebral e na região lombar.
 
A atividade motora é definida como sendo vários movimentos pequenos ou amplos, que provem um arranjo das partes do corpo.
 
Ao analisarmos a postura corporal, devemos lembrar que um dos critérios de boa postura é o equilíbrio entre os músculos e os ossos que são as estruturas que suportam e protegem a coluna vertebral de agressões ou deformações progressivas.
 
Citemos aqui algumas situações de sobrecarga lombar:
 
Lavar o rosto ou escovar os dentes com o corpo flexionado em uma pia;
 
Calçar meias ou sapatos sentados na cama ou em pé;
 
Pegar qualquer objeto numa gaveta baixa;
 
Levantar um filho no colo;
 
Sentar, sem apoio devido da região lombar;
 
Pegar uma máquina de datilografia e transportá-la;
 
Giro brusco do tronco em extensão ou flexão ( futebol, tênis, etc.);
 
Despreparo muscular.
 
Desta forma vemos que, praticamente forçamos a musculatura posterior do tronco e pescoço em inúmeras situações, profissionais ou não.
 
Se não mantivermos uma boa postura corporal quando desenvolvermos nossas atividades diárias, estaremos passivos de agressões, doenças e/ou deformações.
 
Um Funcionário bem adaptado à empresa, no seu posto de trabalho, se convencerá e participará dos objetivos da empresa.
 
Estando adaptado e satisfeito com o ambiente interno da empresa, participarão das tradições, costumes, regulamentos e normas.
 
Portanto, será mais receptivo ao atendimento e às diretrizes dos programas de Segurança do Trabalho.
 
Consequentemente, devido a uma melhor postura, este estará mais seguro, em relação a sua convivência no ambiente e terá uma postura positiva em relação a segurança e assim, terá condições psicológicas favoráveis, para valorizar a sua vida e a de seus colegas.
 
É de responsabilidade de todos para que haja um clima mais adequado no ambiente de trabalho, contribuindo assim para a postura comportamental, independente da posição hierárquica.
 
Contamos com a colaboração de todos, analisando as posições assumidas e o quando possível desenvolvendo o preparo físico para suportar as sobrecargas lombares do dia-a-dia.
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado!

Comentários

Postagens mais visitadas

O USO DO LEITE COMO DESINTOXICANTE NAS INDÚSTRIAS – DDS.

Fábula da xícara cheia – DDS de reflexão.

QUANTO CUSTA UM ACIDENTE? – DDS