Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

22 de fevereiro de 2016

ÁCIDOS – DDS.


Houve uma época em que apenas os trabalhadores da indústria química lidavam com ácidos, porém, essa época já passou. Em qualquer instalação industrial hoje em dia, podemos deparar com eles, a maioria deles é mais ou menos prejudicial quando manuseados, ou podem causar danos só de se chegar perto deles e todos podem ser manuseados com segurança, mas antes se deve saber como.
 
Os dicionários dizem que os ácidos têm um gosto azedo e que atacam os metais, essa parte relativa ao gosto não nos interessa muito, mas a parte que fala da capacidade de atacar os metais é muito importante.
 
Porque esta é a característica que os tornam perigosos, o dicionário deve mencionar que eles também atacam pele e os tecidos orgânicos, além de outros materiais, alguns deles podem iniciar um incêndio e alguns podem produzir gases explosivos e venenos.
 
Sendo assim, é muito importante você saber um pouco mais sobre os ácidos ao manuseá-lo.
 
Lembre-se sempre de que qualquer ácido ataca, isto é, queima a pele e os tecidos abaixo dela, que os ácidos podem ser mortais. A rapidez e profundidade com que atacam os olhos e a pele dependem do tipo do ácido e do quanto seja forte, seu nível de concentração.
 
De qualquer maneira o primeiro princípio de segurança no manuseio de qualquer ácido é utilizar os E.P.I. Indicados, mantê-los o mais afastado possível de você e se houver respingos na sua pele procure lavar imediatamente.
 
A maioria dos ácidos corrói os metais rapidamente, liberando o hidrogênio durante a reação. O hidrogênio é altamente inflamável, apenas uma centelha ou uma chama pode iniciar um incêndio ou explosão.
 
Um exemplo é o da bateria comum dos automóveis, dentro dela o ácido sulfúrico combina com o composto de chumbo contido nas placas das baterias, liberando o hidrogênio, assim sendo, ao acender uma lâmpada, ascender um fósforo para verificar o nível de água da bateria (ou mesmo se chegar com cigarro aceso), você poderá ser vítima de labaredas de fogo no seu rosto, muitas pessoas já sofreram este tipo de acidente.
 
Portanto eis aqui algumas dicas de segurança para o manuseio dos ácidos:
 
Não dê chance à ocorrência de acidentes com ácidos;
 
Use vestuário resistente ao ataque dos ácidos, incluindo luvas; óculos contra respingos, aventais e máscara para gases;
 
Ao manusear, evite derramar ou quebrar o recipiente;
 
Nunca pipetar produtos químicos com a boca, isso é regra básica;
 
Mantenha-os afastado de qualquer fonte de calor e longe de substâncias que possam reagir.
 
Os ácidos podem ser manuseados, desde que se conheça sua incompatibilidade, riscos e as praticas seguras de manuseá-lo.
 
Pense nisso antes de manipular ácidos.
 
 
Para uma categoria profissional a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As informações disponibilizadas nesse Blog são de caráter genérico e sua utilização é de responsabilidade exclusiva de cada leitor.