Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

26 de junho de 2015

Afinal, para que serve sindicato?


Sindicato é uma associação de trabalhadores que lutam para defender os interesses e direitos de seus pares, onde os trabalhadores são livres para se juntarem ao grupo de filiados. A Constituição Federal de 1988 reconhece o direito à sindicalização, à greve, à luta pela dignidade, e em seu artigo oitavo, inciso terceiro reza que “ao sindicato cabe a defesa dos direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive em questões judiciais ou administrativas".
 
Cabe ao sindicato negociar coletivamente, intervir legalmente em ações judiciais e participar da elaboração da legislação laboral, tratando dos problemas coletivos que surgem decorrentes do exercício da profissão e se preocupa também com a condição social do trabalhador enquanto cidadão. Por exemplo: se o local de trabalho não tem condições adequadas, faltam equipamentos ou a manutenção destes é ineficiente, cabe ao sindicato informar a gestão sobre o ocorrido, e esta tomar as devidas providencia para que o problema seja solucionado. É comum confundirmos ações sindicais e ações de gestão.
 
As ações do sindicato de classe contribuem não apenas para a defesa do próprio interesse do seu filiado como para o desenvolvimento da sociedade. Muitos trabalhadores pensam em sindicalizar-se quando estão em situação de problemas concretos, porém nestes casos pode ser tarde demais. Ações isoladas formam ideias vagas, distorcidas e equivocadas diante dos problemas da classe e as posições a serem tomadas por este profissional, acaba por prejudica-lo e a toda a sua categoria.
 
Sindicalizar-se significa fortalecer-se com vista à defesa de seus interesses, sendo estes individuais e coletivos, levando em conta que o sindicato lhes faz chegar informações preciosas, que o trabalhador nunca terá acesso se estiver caminhando individualmente. É um investimento individual e coletivo. Cabe ao sindicato, por exemplo, negociar acordos coletivos, auxiliar juridicamente o seu sindicalizado em homologações das recisões contratuais, receber e encaminhar denuncias trabalhistas, como em casos de assédio moral, perseguição, atividade ilegal da profissão, precariedade de vínculo empregatício, negociar com o gestor em casos de demandas relativas a movimentos grevistas, jornada de trabalho, proteção aos diretos adquiridos, enfim, o sindicato representa o seu filiado.
 
Reparemos que mesmo em situações em que achamos que o sindicato não está fazendo o seu papel, inconscientemente sabemos que ele está atuante, pois é mais fácil tomarmos uma postura antissindical onde criticamos o nosso sindicato bradando aos quatro ventos que “ele não faz nada” ou mesmo que “ele não presta”, do que nos envolvermos com a causa, tomarmos pé dos problemas, participarmos das assembleias e contribuirmos para a evolução da classe. Envolver-se com a causa demanda tempo, comprometimento, estudo, e por vezes deixarmos de lado nossos projetos pessoais para colaborar com o coletivo.
 
Metaforicamente o sindicato é uma faísca, que transforma-se em chamas, é aquele fogo subterrâneo, persistente, que um ou outro isoladamente tenta apagar em vão. Nunca é demais ressaltar que uma categoria com representatividade é uma categoria unida, faça a sua parte: sindicaliza-se!
 
Jackelyne Pontes.
 
Nota deste blog:
 
O que faz o Sindicato dos Técnicos em Segurança do Trabalho do Estado do Rio de Janeiro?
A classe através da mídia toma conhecimento de eventos, comemoração de conquistas salariais dentre outras, realizado por diversos sindicatos dos Técnicos em Segurança em diversos Estados brasileiro, mas, aqui ninguém tem conhecimento de um só evento realizado pelo Sindicato dos Técnicos em Segurança do Estado Rio de Janeiro.

Por que será?
 

Um comentário:

  1. Concordo plenamente com Você, pois aqui no Mato Grosso, além de nem Existir fisicamente o Sindicato, tem um endereço na Fenatest, mas nem o telefone é atendido. Sendo desta maneira desde que Atuo na área de Segurança Falamos sobre um Conselho, vou me aposentar e Isso nunca sairá, devido a Atuação de alguns diretores de Sindicatos existentes nesse nosso Pais de Roubo e Corrupção.

    ResponderExcluir

As informações disponibilizadas nesse Blog são de caráter genérico e sua utilização é de responsabilidade exclusiva de cada leitor.