Somos membro de equipe multidisciplinar de segurança do trabalho com vasta experiência em projetos de gestão na área da Prevenção de Acidentes, possuímos portfólio completo visando assessorar sua empresa na tomada de decisões relacionadas a SMS.
Desenvolvemos projeto de Segurança e Prevenção, acompanhamos o andamento dos trabalhos e realizamos treinamentos.
Contato:
marciovaitsman@yahoo.com.br - marciovaitsman@gmail.com - http://twitter.com/SMSeg
PEDOFILIA, DENUNCIE. DISQUE 100

20 de maio de 2011

O PISO SALARIAL DOS TST EM SÃO PAULO - INFORME SALARIAL.


Recebi em meu correio uma solicitação para divulgar entre os profissionais da área prevencionista que o piso salarial do Técnico em Segurança do Trabalho em São Paulo atualmente é de R$ 2.127,00/Mês.

Enquanto nos Estados do Nordeste está em torno de R$ 800,00/ mês.

Assim sendo Gostaria de parabenizar a categoria de TST de São Paulo, pois possuem salário digno.

Marcelo Oliveira
Téc. Seg. Trab.  


Nota desse blog: Aqui no Rio de Janeiro, não é muito diferente, existe certa resistência dos colegas em procurar melhorar seus salários, enquanto suas atribuições e responsabilidades triplicam de forma geométrica e nenhuma atitude aparente por parte da classe visando modificar essa situação é percebido, parece existir desinteresse geral, não dá para entender essa atitude dos profissionais da prevenção, principalmente do Estado do Rio de Janeiro, a verdade é que somos todos coniventes. 

Marcio Santiago Vaitsman




14 comentários:

  1. Gostei do Salário vou fazer !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. e nada mas do digno um tst ganhar mais de 2000 reais ,isso e um reconhecimento a categoria

    ResponderExcluir
  3. Sou do Ceará (Fortaleza) e estudante de Técnico em Segurança do Trabalho, o piso salarial daqui é de fato uma vergonha, mas resultante também da falta de interesse dos próprios profissionais que não valorizam a própria categoria, não buscam fortificar o sindicato daqui(que por sinal, sobrevive da minoria que ainda creditam e lutam para que ele não deixe de existir), preferem contribuir para o CREA-CE (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Ceará), como o próprio nome já diz; Engenharia Civil e Arquitetura, sendo assim quando precisam de recorrerem a ele, levam um belo e gostoso ''procure o sindicato da sua área''. Então, piso merecidamente desvalorizado para eles. Sou ainda estudante dessa área de prevencionismo e amo já o que irei fazer. Mas não me submeterei a tais condições salariais. Assim que conseguir um estágio e seis meses de experiência, procurarei um rumo a seguir, não ficarei nessa cidade, onde não olham para os ''t.s.t'' com o devido valor que temos. Não mesmo. Quem quer ser valorizado, que se valorize primeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pelo belo raciocínio, e desde já amamos nossa categoria.

      Excluir
  4. Sem duvida o salário dos profissionais de nossa área é uma vergonha, tendo em vista que o trabalho de prevenção é tão importante quanto a produção - o que brasil produz a segurança conduz. sem saúde não se vai longe. A valorização de pessoas é fundamental para sucesso de qualquer empresa tendo em vista que as pessoas são o bem mais precioso que uma empresa pode ter.

    ResponderExcluir
  5. Que vergonha!
    Uma aréa tão necessitada na qual não é bem remunerada!

    ResponderExcluir
  6. Sou técnico de segurança na área hospitalar há 09 anos e em todo esse tempo, não obtive nenhum apoio do Sintest aqui em Fortaleza/Ce em nada por esse motivo discordo da opinião da futura colega Emília Jéssica no comentário anterior.
    Quando se procura saber algo sobre piso salarial, só nos falam que está sendo discutido, chamam para reuniões mas nada muda, a única mudança é que vc tenta ligar para o Sintest e o telefone está bloqueado ou não existe.
    Como uma classe pode pedir respeito ao patronato se não tem respeito nem do próprio sindicato?
    Outra coisa que um determinado membro praticamente fundador deste sindicato faz é propaganda de cursos realizados supostamente pelo sindicato mas que é cobrado e não repassado para o mesmo já que usa o nome do Sintest.

    ResponderExcluir
  7. Sou estudante de téc.em segurança do trabalho e infelizmente aqui no Ceará a coisa é bem desmotivadora.Em outros estados mesmo havendo certo deslecho por parte dos técnicos eles até que ganham um salário digno.Enquanto a postura do Sintest não mudar nada mudará.

    ResponderExcluir
  8. bom,eu acredito que é muito pouco pra tanta responsabilidade mesmo sendo em São Paulo. Deveria ser um pouco mais gratificante.

    ResponderExcluir
  9. Bem ,meu nome e Edgleidson ,sou formado tecnico segurança e saude do trabalho.com estagio de seis meses na area eletrica industrial mais nao consegui nada ainda,estou divulgando quem souber de vaga favor contatar(11 66857907)deus abençoe.

    ResponderExcluir
  10. O TST ,tem que ser mais valorizado,pois ele cuida de vidas,e da integridade física dos trabalhadores,ou seja,o TST,É muito pouco valorizado pela sua responsabilidade!

    ResponderExcluir
  11. O piso salarial do tst ,ainda tem que ser muito valorizado,pois ,ele cuida de vidas ,e tbm cuida da integridade fisica do trabalhador,é muita responsabilidade para os salarios atuais!

    ResponderExcluir
  12. Esse problema começa com nos mesmos, pois não nos filiamos a nossos sindicatos e ficamos apar dessa luta

    ResponderExcluir

As informações disponibilizadas nesse Blog são de caráter genérico e sua utilização é de responsabilidade exclusiva de cada leitor.